Emissão de cheques sem fundo tem queda de 11% em agosto

A emissão de cheques sem fundo caiu 11% em agosto, na comparação com julho, segundo o Indicador Serasa Experian de Cheques Sem Fundos.
Segundo o levantamento, em agosto foram devolvidos 19,6 cheques a cada mil compensados, ou seja, de todos os cheques compensados no país, 1,96% foram devolvidos. Em julho, por sua vez, as devoluções de cheques representaram 2,21% do total de compensados (Foram devolvidos 22,1 cheques a cada mil compensados). O cheque é considerado desprovido de fundos a partir de sua segunda devolução.
Segundo os analistas da Serasa, a melhora da conjuntura econômica, acompanhada pelo crescimento do emprego, principalmente o formal, são fatores que explicam a redução no número de cheques devolvidos. O efeito calendário, com os dois dias úteis a menos em agosto, também é mencionado como facilitador do decréscimo.
Já na variação entre o acumulado de janeiro a agosto de 2009 sobre o mesmo período de 2008, a inadimplência com cheques cresceu 14,2% ante os compensados.
Nos oito primeiros meses do ano, foram devolvidos 22,5 cheques por mil compensados (2,25% de inadimplência com cheques), ao passo que em igual acumulado do ano anterior, foram 19,7 cheques devolvidos por mil compensados (1,97% de devoluções). A alta no volume de cheques sem fundos também é verificada na variação anual, agosto de 2009 sobre agosto de 2008, com 8,9% de crescimento. No 8° mês do ano anterior, foram devolvidos 18 cheques a cada mil compensados (1,8% de cheques devolvidos).
Os especialistas destacam que o cheque foi a alternativa do varejo para financiar seus clientes durante o período mais crítico da crise, no primeiro trimestre do ano, quando a inadimplência alcançou 23,6 cheques devolvidos a cada mil compensados, ou 2,36%, recorde histórico.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email