Embrapa desenvolve pesquisa

Ações de pesquisa e desenvolvimento em comunidades rurais têm contribuído para a melhoria da qualidade de vida na zona rural de Manaus. A Embrapa Amazônia Ocidental (Manaus-AM) desenvolve, des­de 2004, um projeto com sistemas agroflorestais, em dez pequenas propriedades agrícolas da Comunidade Pau-Rosa, no Assentamento Tarumã-Mirim.

O projeto é financiado pela Fapeam (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas) e CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) e permitirá a geração de conhecimento científico sobre espécies e arranjos agrossilviculturais de importância econômica, social e ambiental.

Os produtores têm trabalhado com hortaliças e vários plantios de tucumã, rambotã, pupunha, mandioca, castanha e cupuacu. No momento, estão sendo preparadas novas áreas para plantios de açaí-do-pará, andiroba, mogno e outras espécies que irão compor a paisagem das propriedades agrícolas. A idéia é recuperar áreas degradadas, evitar que áreas já abertas sejam mal conduzidas e abandonadas e melhorar a produção agrícola.

Implantando sistemas agro­florestais, o produtor tem mu­dado o cenário de degrada­ção e abandono de áreas improdutivas para plantios diversi­ficados, permitindo que a fa­mília rural utilize, de forma eficiente, os recursos naturais que dispõe. Em cada lote, tem sido feito o planejamento participativo, para desenvolver e adaptar às condições locais as tecnologias já desenvolvidas pela Embrapa.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email