Em julho, inflação da população de baixa renda fica em 0,61%

O IPC-C1 (O Índice de Preços ao Consumidor – Classe 1), calculado com base nas despesas de consumo das famílias com renda entre 1 e 2,5 salários mínimos mensais, teve desaceleração e subiu 0,61% em julho, contra 1,29% em junho, segundo dados divulgados ontem pela FGV (Fundação Getulio Vargas).
Foi a menor taxa desde o mês de fevereiro de 2008, quando o indicador subiu 0,16%.
O acumulado em 12 meses até julho, no entanto, ficou em 9,46%, sendo o maior da série histórica do IPC-C1. O índice manteve-se acima do IPC-BR nas taxas mensal, anual e acumulada nos últimos 12 meses.
Entre agosto do ano passado e julho deste ano, a taxa do grupo Habitação subiu 3,34%, superando o resultado dos últimos 12 meses até junho de 2008, quando a variação foi de 2,32%.

Aceleração da taxa

O grupo foi, assim, o que mais contribuiu para a aceleração da taxa em 12 meses do IPC-C1, com destaque para tarifa de eletricidade residencial (de -7,86% para -3,54%) e material de limpeza (4,96% para 6,71%).
As taxas em 12 meses dos grupos Saúde e Cuidados Pessoais (4,04% para 4,77%) e Transportes (2,52% para 2,53%) também subiram, com destaque para medicamentos em geral (4,02% para 4,26%), artigos de higiene e cuidado pessoal (3,86% para 5,02%), tarifa de ônibus interurbano (3,34% para 3,63%) e gasolina (-1,99% para -1,41%).
A variação acumulada nos últimos 12 meses para o grupo Alimentação passou de 18,88%, no mês de junho, para 18,85%, no mês de julho, respondendo por mais de 76% da variação acumulada pelo IPC-C1.
Neste período, os destaques foram os itens frutas (4,09% para 1,57%), laticínios (6,50% para -2,29%) e óleos e gorduras (35,40% para 33,09%).
Os grupos Vestuário (5,43% para 5,25%), Educação, Leitura e Recreação (4,79% para 4,36%) e Despesas Diversas (4,60% para 4,36%) também desaceleraram, com destaque para o setor de calçados (8,47% para 7,45%), salas de espetáculo (12,28% para -3,03%) e bebidas alcoólicas (1,13% para 0,54%).

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email