Em 2003 diferença entre ricos e pobres ficou dez vezes maior, aponta IBGE

No ano de 2003, 40 % de famílias com menos rendimentos possuíam, no país, uma despesa per capita de R$ 180,00, enquanto as 10% mais ricas tinham gastos em torno de R$ 1.800,00, de acordo com dados da POF (Pesquisa de Orçamentos Familiares) 2002-2003, divulgada ontem.
Esse dado aponta claramente, a desigualdade na distribuição das despesas familiares brasileiras. Deve-se levar em consideração que o IBGE tomou como base uma tabela que destaca a renda média mensal familiar total e os rendimentos específicos associados a cinco classes de famílias.
A primeira classe é adotada para indicar a produtividade mensal de até R$ 400,00, que inclui as famílias sem rendimento; a segunda é para revelar rendas familiares com mais de R$ 400,00 a R$ 1.000,00; a terceira indica rendimentos de mais de R$1.000,00 a R$ 2.000,00; a quarta mais de R$2.000,00 a R$3.000,00; e a quinta é composta pelas famílias com produtividade superior a R$ 3.000,00.
Ao comparar as despesas médias entre áreas urbanas e rurais, o levantamento mostra que a despesa urbana média per capita era 46% maior que a rural. Ele também destaca que as áreas urbanas possuíam um maior grau de desigualdade uma vez que a distância entre os mais pobres e os mais ricos era de 9,3, enquanto na área rural era de 8,3.
No Brasil, segundo a pesquisa, a maior despesa entre os mais pobres foi observada na região Sul (R$ 234,00) e a menor na região Nordeste (R$ 138,00). No Sul a despesa é 70% maior que no nordeste, o que mostra uma desigualdade alta mesmo entre os pobres.
Já entre os ricos, a menor despesa ocorreu no Norte (R$ 1.244,00) e a maior na região Centro-Oeste (R$ 1.960,00).
A diferença foi de 57%, entre o maior e menor gasto dos ricos, uma desigualdade mínima que a encontrada entre as famílias de baixa renda.
A região mais desigual, na comparação entre ricos e pobres, é o Nordeste, 11,8 vezes, enquanto as menos desiguais foram as regiões norte e sul, com distâncias médias praticamente iguais (oito vezes), destaca a POF “Pesquisa de Orçamentos Familiares) 2002-2003′. O Norte apresentou a menor despesa entre os ricos e o Sul a maior despesa entre os pobres, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, responsável pelo estudo.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email