As motociatas que ocorrem semanalmente em várias capitais atestam a popularidade do Presidente, oriunda da força do povo que espontaneamente sai às ruas; o que não ocorre com os comunistas que em ato de terrorismo não noticiado pela mídia derrotada nas urnas tocaram fogo na tradicional estátua de Borba Gato, destruindo-a. E, ainda, um dos criminosos gritara: “Chora Borba Gato”. Onde se encontrava a polícia do Doria? Afinal, a polícia é uma instituição de estado e não de um governador. Podemos aprender com a vida, mas nunca com a selvageria e a criminalidade. Tal atitude terrorista não apaga de nossa história a personagem de Borba Gato; pelo contrário demonstra a selvageria dos novos terroristas que se espelham no que houve de pior num passado já enterrado. A raiva e o ódio seguem o antigo padrão de ação de uma extrema-esquerda ultrapassada e pobre de espírito; que ao invés de se reestruturar para o futuro, continua optando por imitar o que há de pior no mundo e por isso, não passam de terroristas sem objetivos na vida, a não ser servirem de “paus mandados” e fiéis escudeiros de vagabundos que se escondem de forma covarde e se omitem diante de um passado que não será alterado e de um presente onde o vandalismo não contribui para nada. No mundo há décadas que estátuas são destruídas “manu militare”. Contudo, estas sempre fizeram parte da história e as futuras gerações necessitam ter conhecimento integral de tudo, visando obter uma formação completa e imparcial. Se a figura histórica era controversa, usem meios legais para tentar alterar a verdade factual; uma vez que estes fatos contribuíram para a formação da história de um país que não pode ser apagada. Revisar a história não significa destruir estatuas, nem atear fogo em monumentos históricos; até porque não se apaga o passado com um passe de mágica.

Felizmente, a hora da verdade se aproxima na medida em que caminha a Nação daquilo que era mera esperança para sua total liberdade. Eliminado o lulopetismo e com ele a corrupção em seu todo, o Brasil hoje sente o progresso com rodovias, ferrovias e novos portos. E com nossa liberdade podemos ter a certeza de que nossos netos terão outro País; onde todos terão educação, saúde e emprego. Afinal, nosso povo é empreendedor, nossos empresários os mais capacitados e com uma produção crescente em vários segmentos, notadamente com o agronegócio que subira 20,9% no primeiro semestre, chegaremos no fim do ano em situação invejável; pouco importando se a China é o maior comprador, pois também exportamos para a União Européia e os Estados Unidos onde houvera injeção de dinheiro por parte do governo federal. E, ainda, há quem diga que seremos uma das nações mais ricas do mundo. Os “experts” apontam que a economia mundial deverá registrar um crescimento superior a 6% neste ano e que somente a exportação da soja crescerá 15,3% no comparativo entre 2020 e 2021. Enfrentar e vencer integra não só os que sabem superar os obstáculos e as decepções, mas os que aprendem com a vivência dos fatos onde muitos deles serviram de amargas lições. Nós aprendemos porque nos capacitamos; somos cristãos e temos na família a origem e a formação do caráter; enquanto os terroristas que colocaram fogo na estátua de Borba Gato nunca tiveram um lar; quiçá uma casa de quatro paredes geladas. Por essa desigualdade culpem o lulopetismo que em 16 anos só alimentara a miséria, gerando a fome e o desemprego. Culpem Bolsonaro, mas pelo nosso progresso sempre ocultado por uma mídia covarde que omite a verdade e tenta manipular o povo que já se encontra acordado e pronto para reelegê-lo; até porque somos todos CRISTÃOS e aqui manteremos a democracia; afastando o falido comunismo que só fizera escravizar seus povos hoje nas ruas sem alimentos e sem roupas; enquanto outros vivem de doações em países que lhes acolheram. Sejam todos mais honestos uma vez que a dignidade enobrece.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email