Eletrobras promete aumentar capacidade de energia

A Eletrobras Amazonas Energia anunciou aumento de 440 MW na capacidade de geração de energia para a capital e interior a curto prazo. A capacidade atual é de 1.300 MW

A Eletrobras Amazonas Energia anunciou aumento de 440 MW na capacidade de geração de energia para a capital e interior a curto prazo. A capacidade atual é de 1.300 MW. Segundo o novo diretor-presidente da empresa, Pedro Hosken, esse é apenas um dos passos para a melhoria do fornecimento de energia para o Estado. Serão contratados serviços de locação de grupos geradores de energia para Iranduba (a 34 km de Manaus), Mauá e Manaus para dar suporte de imediato ao mercado.
No interior, serão instalados 87 grupos geradores para 84 localidades, uma geração de 42,7 MW, um sexto da capacidade atual. Ampliação da geração em Parintins (a 325 km), Humaitá (a 600 km) e Boca do Acre (a 1.028 km) em 14 MW e a ampliação da quantidade de tanques de óleo combustível para abastecer as barcas do interior são outros projetos desenvolvidos para o abastecimento no interior do Estado.
Dentre os principais projetos a longo prazo, estão a finalização do linhão Macapá/Manaus, uma interligação de troncos alimentadores que irá abastecer toda a região metropolitana e tem conclusão prevista para 2011. Essa interligação abastecerá Manaus com 2.530 MW. “Além da interligação Tucuruí – Manaus – Macapá, serão instalados circuitos inteligentes para redesenhar o sistema em Manaus e isolar problemas como as quedas. Para isso, serão investidos RS$ 3 milhões até o final de 2010”, afirmou Hosken.

A coletiva tinha como objetivo a apresentação do novo diretor-presidente Pedro Hosken, que também preside as distribuidoras do Acre, Alagoas, Piauí, Rondônia e Roraima. E, também, apresentação das metas da empresa para o Estado que incluem a substituição de 2.413 transformadores sobrecarregados, conversão das unidades LM6000PA para biocombustíveis, contratação de serviço de locação de grupos geradores de energia e Manutenção do Sistema de Geração Hidráulica do Complexo da Usina Hidrelétrica de Balbina.
Para expansão a empresa anunciou investimentos para esse ano na ordem de RS$ 1.03 bilhões e RS$ 1.2 bilhões para 2011, incluindo custos de geração, transmissão, distribuição, projeto “Luz para Todos” e infraestrutura.
Entre as principais ações em andamento estão a construção de 123,80 km Troncos Alimentadores na cidade de Manaus e a adequação de 523 circuitos (167,12 km) de transformadores na cidade de Manaus para 100% cabos isolados e o recondutoramento de 50 km de Troncos Alimentadores na cidade.
As perdas energéticas também foram destaques na coletiva. “A cada 100 MW, 42 são perdidos. Todos saem prejudicados, pois desses 42%, 20% são pagos pelo consumidor na conta de luz e os outros 20% são pagos pelos acionistas que não tem retorno”, afirmou Hosken.
O diretor-presidente apresentou, ainda, as ações propostas para diminuição da inadimplência que hoje é de 19% e que causa prejuízos de RS$ 331 milhões “a empresa. São RS$ 64,4 milhões de débitos de clientes cadastrados no SPC e Serasa, RS$ 7 milhões em cobranças jurídicas, RS$ 14,2 milhões de cobranças efetuadas “a vista e RS$ 52,6 milhões de cobranças administrativas parceladas.
A situação da empresa está longe de ser confortável, desde 2007 a Eletrobrás Amazonas Energia só amarga prejuízos, em 2009, a retração foi de RS$ 60,2 milhões. Segundo expectativas da diretoria, até 2020 a Eletrobrás quer ser o maior sistema empresarial global de energia limpa, com rentabilidade comparável as das melhores empresas do setor elétrico.
O novo diretor-presidente terá muito trabalho pela frente para tentar reverter a imagem da empresa. Dentre as metas a melhora da qualidade dos serviços e atendimento, a administração da qualidade dos serviços contratados, expansão do sistema elétrico com rentabilidade e a universalização do sistema elétrico e implantação de novas tecnologias são as urgências para a nova direção.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email