Electrolux reduz consumo de água e energia com a inovação de processos

A nanotecnologia renova o processo produtivo da Electrolux para o tratamento e pré-pintura de chapas metálicas, utilizadas na produção de eletrodomésticos e eletroportáteis de linha branca

A nanotecnologia renova o processo produtivo da Electrolux para o tratamento e pré-pintura de chapas metálicas, utilizadas na produção de eletrodomésticos e eletroportáteis de linha branca. A solução Bonderite, fornecida pela Henkel, tornou o processo das plantas mais ecoeficiente, com a redução de duas etapas na linha de produção, de 8 para 6, e diminuição de 70% na utilização de água.
A Electrolux é uma empresa que busca por soluções inovadoras e ecoeficientes. Em um prazo de dois anos, entre 2006 e 2008, a indústria iniciou os testes com o Bonderite e implementou esta solução tecnológica em seu processo industrial, na planta Guabirotuba, em Curitiba. Na planta de São Carlos, o novo processo de pré-tratamento também passou a ser aplicado a partir de 2008 e agora a empresa avalia a adoção na planta de Manaus.
A aplicação do Bonderite no processo industrial da Electrolux consiste no pré-tratamento das chapas metálicas utilizadas na fabricação das linhas de refrigeradores, freezers, fogões e lavadoras de roupa que serão pintadas no acabamento superficial. Este tratamento garante a proteção anticorrosiva da peça metálica e melhora a aplicação da tinta na chapa. Hoje, 13 mil unidades produzidas diariamente em São Carlos e Curitiba já são beneficiadas em processos com o Bonderite.
Além da redução do consumo de água, a solução também permite a economia de energia. Diferente do tratamento de chapas metálicas tradicional, que opera com temperaturas de 60oC a 65oC, o Bonderite permite que o processo seja feito à temperatura ambiente, resultando em economia de energia. “Melhoramos nossa ecoeficiência em consumo de água, energia elétrica e gás e ainda, na redução de efluentes químicos gerados ao final do processo”, explicou o diretor de Manufatura, Heinz Kahl.
A Electrolux teve total apoio da Henkel durante o período de testes. A Henkel realizou o processamento de peças de aço utilizadas na fabricação dos eletrodomésticos com a tecnologia Bonderite, em seus laboratórios. A produção, que contou com uma fase piloto também foi realizada com o apoio da Henkel durante todo o processo. Após os testes, os dados coletados foram analisados e constataram as vantagens ao negócio e os benefícios ambientais da solução.
Além do valor agregado ao produto, por ser feito em um processo sustentável com redução de impacto ambiental e economia de recursos naturais, o pré-tratamento é de extrema importância para o cliente final. “A satisfação é comprovada pelos indicadores que apontam para a ausência de reclamações de consumidores sobre problemas de corrosão em nossos produtos”, relata Kahl.

Sustentabilidade na produção

No Brasil, o mercado de tratamento de chapas na indústria de eletrodomésticos corresponde a cerca de 80 milhões de metros quadrados tratados ao ano. Mais de 80% conta com a nanotecnologia, em que a Henkel tem expressiva participação, representando o segundo maior mercado mundial em vendas de Bonderite – atrás apenas dos Estados Unidos. Desde 2007, a empresa produz o Bonderite no Brasil e realiza investimentos em certificações, assistência técnica e treinamento de pessoal com foco no desenvolvimento da indústria local. Atualmente, a Henkel produz e distribui localmente 1,3 mil toneladas de produtos para tratamento de superfícies.
Em 2006, a Electrolux foi a precursora no mercado brasileiro a lançar lavadoras com sistema de reaproveitamento de água. A adoção da tecnologia Bonderite da Henkel reforça o compromisso da empresa com a sustentabilidade na cadeia produtiva. “A Electrolux conta com políticas internas de gestão ambiental para redução de uso de recursos naturais, por isso valorizamos fornecedores que também tenham políticas sustentáveis e que desenvolvam insumos favoráveis ao meio ambiente, como é o caso do Bonderite”, encerrou o executivo.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email