Ekko Bank chega ao mercado

Desenvolvido com tecnologia nacional, o Ekko Bank, primeiro banco digital para o pequeno e médio varejista brasileiro, acaba de chegar ao mercado com a proposta de oferecer conta gratuita, consultoria financeira, cursos de capacitação, entre outros serviços, para milhares de lojistas. O projeto é uma parceria da plataforma Ekko com a mobile-house Mobile2you.

O piloto do Ekko Bank transacionou mais de 100 mil compras, totalizando mais de R﹩ 5,5 milhões em pagamentos, além do foco no serviço de microcrédito para capital de giro, emprestando volumes acima de R﹩ 600 mil, e disponibilizando 100 mil cartões presentes do programa “Vai & Volta” nos últimos seis meses, mesmo com todas as restrições impostas pela pandemia. A plataforma traz todas as funcionalidades financeiras e de gestão para que o empreendedor varejista tenha controle dos recebíveis, dos seus pagamentos para fornecedores e colaboradores, e quanto mais ele usa, menos paga pelos serviços.

“Esses números deixaram claro para nós que era hora de fazer o lançamento oficial e oferecer aos varejistas um banco digital estruturado especificamente para atender as demandas e necessidades deles”, afirma Marcelo Soares, CTO do grupo Ekko. Duas cidades do interior de São Paulo realizaram os testes da plataforma, que recebeu um investimento de R﹩ 8 milhões em adaptações da plataforma Ekko, desenvolvimento de núcleo financeiro inovador na modalidade de correspondente bancário digital, e na integração com novos parceiros.

Soares explica que, a partir de 2017, a plataforma Ekko começou a receber demandas além da proposta inicial de Economia, Vantagens e Benefícios por parte dos conveniados, o que acabou levando à adesão de novos serviços, como consultoria de gestão financeira. Segundo o executivo, a partir daí o modelo foi evoluindo organicamente até a materialização de um banco digital que contempla todo o ecossistema do pequeno e médio varejista.

“Hoje também oferecemos plataforma integrada ao POS digital Getnet, para fidelidade, fluxo de caixa e conciliação. Queríamos entregar às PME um nível de serviço que fosse além do que os bancos tradicionais entregam, incluindo até mesmo opções para o varejista usufruir fora do trabalho, como pontos de outros programas de mercado para produtos, serviços, viagens e lazer”, explica. Segundo o executivo, faz parte da missão da nova iniciativa ajudar as PMEs neste momento de pandemia e necessidade de retomada do comércio com a oferta desses serviços diferenciados”, explica. Segundo o executivo, faz parte da missão da nova iniciativa ajudar as PMEs neste momento de pandemia e necessidade de retomada do comércio com a oferta desses serviços diferenciados”.

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email