Eficiência energética é discutida na Fieam

Lideranças empresariais do Brasil e do Reino Unido se reunem em Manaus para buscar soluções ao uso de energia

Autoridades brasileiras e britânicas, reunidas na sede da Fieam (Federação das Indústrias do Estado do Amazonas), discutiram os incentivos disponíveis nos dois países para iniciativas de eficiência energética. Esse é apenas um dos temas que serão discutidos ao longo do dia na conferência “Eficiência Energética – Ganhos Locais, Impacto Global – Iniciativas do Brasil e Reino Unido”, promovida pela Embaixada do Reino Unido, com apoio da Fieam.
Ao abrir o evento, pela manhã, o presidente da Fieam, Antonio Silva reafirmou o apoio dos vários segmentos industriais representados na Federação à “nobre causa” da eficiência energética, que, segundo ele, constitui-se numa das formas mais econômicas, inteligentes e ambientalmente favoráveis do uso da energia.
“Há algum tempo, a Fieam, em parceria com a Eletrobras, vem apoiando a participação de empresas do Polo Industrial de Manaus no Programa Nacional de Eficiência Energética”, disse Silva.
No início deste ano, segundo ele, foi apresentado estudo que teve, preliminarmente, a participação de cinco empresas, cujo diagnóstico alcançou excelentes resultados, estabelecendo grandes e viáveis oportunidades de ganho de produtividade nessas indústrias com redução de custos e menor impacto ambiental.
Para o embaixador do Reino Unido no Brasil, Alex Ellis, a iniciativa busca a troca de informações e experiências com o Brasil para a construção de novas parcerias e soluções para o uso eficiente da energia. O embaixador disse que muita coisa já foi feita, mas muitas outras devem ser feitas, pois nenhum país tem a reposta certa.
“Manaus assim como todo Brasil deve discutir a questão da eficiência energética, pois é uma cidade em crescimento e que busca o uso racional e eficiente das fontes de energia. O Brasil trata muito de inclusão de energia, mas essa forma de trabalhar, não anula a questão da eficiência energética, pelo contrário, ela é um elemento essencial para o alcance desse objetivo”, disse.
Ainda pela parte da manhã, o professor Afonso Henriques Moreira Santos, do Excen (Centro de Excelência em Eficiência Energética), da Universidade de Itajubá, falou sobre “O papel da Eficiência Energética no Desenvolvimento Sustentável e na Mudança do Clima”.
Outros painés tiveram destaque, o primeiro, com foco na responsabilidade da indústria no uso racional de energia, tendo como moderador o vice-presidente da Fieam, Nelson Azevedo. Na sequência, foi discutido o papel do consumidor residencial e das distribuidoras de energia no incentivo a novos padrões de consumo.
O evento faz parte do calendário GREAT Britain House, promovido pela missão diplomática britânica no Brasil, com cerca de 20 eventos durante o período da Copa do Mundo.
Além de Manaus, os eventos serão realizados em Belo Horizonte e São Paulo, onde a seleção inglesa vai jogar, e ainda uma agenda no Rio de Janeiro.
A conferência foi finalizada com uma rodada de negócios, com a participação de Matt Woods, cônsul geral adjunto do Reino Unido, no Rio de Janeiro.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email