Educação se expande no virtual

Segundos dados da ABF (Associação Brasileira de Franchising), o setor de franquias educacionais apresentou no primeiro trimestre de 2020 um crescimento de 3,5% comparado ao mesmo período de 2019. O que foi recebido com grande entusiasmo, visto o cenário econômico e de sanitário vivido pelo Brasil em decorrência da COVID-19.

Nesta pandemia, segundo uma pesquisa feita pelo Google, a procura por cursos de especialização online cresceu 130% entre os meses de março e maio. Já um estudo recente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), constatou que cerca de 1,7 milhão de brasileiros realizaram matrículas em cursos durante a quarentena.

Para Willian Godoy, 31, que recém inaugurou uma franquia da rede CEBRAC (Centro Brasileiro de Cursos) no dia 23 de julho, na cidade de Guarapuava no Paraná: “Fui consultor de negócios da franqueadora, atuando desde de 2017 na marca, e surgiu a oportunidade de assumir uma unidade. A crise não foi um problema, mas sim uma oportunidade”, evidência o novo franqueado da rede.

A abertura ao público aconteceu da forma mais segura possível e teve a participação da atriz mirim Nicole Meira, assim como pessoas importantes da cidade. O Cebrac, também já tem a perspectiva para setembro da inauguração da unidade de Blumenau em Santa Catarina. Lucas Amaral Carvalho, 31, se preparou durante 3 anos para abrir a franquia. “Sem dúvidas, o que me deixa muito seguro de inaugurar na crise foi todo esse tempo que eu tive de preparo, e também de entender o que estava acontecendo na cidade, estávamos marcando a inauguração para agosto. Observando todo o cenário entendemos que quanto mais seguro , melhor, e mudamos nossa estratégia de cursos para abranger o público que precisa voltar ao mercado de trabalho”, esclarece o novo franqueado do CEBRAC.

A frente de expansão da franquia comemora que mesmo com todas as dificuldades atingiram um bom resultado. “Adaptamos e tivemos um relacionamento estreito com os nossos franqueados antigos e novos. Fizemos um comitê de crise e já estamos otimistas, pois algumas unidades já voltaram a reabrir com as normas de segurança de cada cidade”, explica Rogério Silva, CEO do Cebrac.

O movimento de interiorização de franquias é algo que vem sendo notado ao longo dos anos. As cidades menores conseguem comportar escolas com metragem menor e angariar alunos para encaminhá-los ao mercado de trabalho. ” O CEBRAC tem a agência de emprego CEBRAC que direciona pais e estudantes para vagas nacionais e no próprio estado. Essas duas inaugurações da rede mostra a força nas cidades pequenas para franquias e reflete o movimento de empregabilidade necessário após qualquer crise”, finaliza Rogério Silva, CEO da rede.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email