Editorial: Sabino pode perder helicóptero para Serafim

O ex-prefeito de Manaus, Serafim Corrêa (PSB), já ganhou em duas instâncias locais uma ação contra o deputado federal Sabino Castelo Branco (PTB) por danos morais. A ação, já tramitando no STJ, foi ajuizada inicialmente em 500 salários mínimos e depois reduzida para 200. De acordo com especialistas, alguns bens de Sabino já deverão ser penhorados, inclusive o helicóptero que o deputado usa em sua campanha à Prefeitura de Manaus. O processo teve origem ainda quando Serafim era prefeito e o parlamentar em seu programa de TV “descia a lenha” na administração municipal.

Lágrimas

E por falar em Sabino chamou atenção o tom emocional do seu primeiro programa na TV. Ele foi às lágrimas falando de sua trajetória e das perseguições das quais disse ter sido vítima. Trata-se de um plágio. A estratégia adotada por ele tem tudo a ver com o que fez o ex-presidente Lula em 2002, quando também chorou ao contar sua trajetória no primeiro programa eleitoral.

Leonel desiste

O mais longevo vereador da Câmara Municipal de Manaus, Leonel Feitoza (PSD), não está fazendo campanha. Com seis mandatos consecutivos, ele desistiu de tentar a reeleição e está apoiando a correligionária Glória Carrate. Ele não confirma, mas circula nos bastidores que fechou um acordo com o governador Omar Aziz e assumirá cargo de destaque no primeiro escalão estadual até o final do ano.

Bancada unida

A bancada de vereadores que apoia o prefeito Amazonino Mendes adotou ontem discurso único em defesa do ex-senador Arthur Virgílio Neto (PSDB) no episódio da ação movida pelo governador paulista Geraldo Alckmin contra o Amazonas, por conta dos incentivos fiscais. Os “amazonistas” miraram na bancada federal, atribuindo a ela a fragilidade da defesa do modelo Zona Franca.

Encontro com Lula

Aliás, o imbróglio que envolve São Paulo e Amazonas será tema preferencial na conversa que o senador Eduardo Braga (PMDB) terá com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta sexta-feira (24), em São Paulo. O outro tema será, é claro, a sucessão municipal nos municípios amazonenses, especialmente Manaus.

“Liseira”

Se os candidatos a vereador da capital estão reclamando da falta de recursos, imaginem como está a situação no interior. Ajuda financeira só dos amigos. “Duduzão”, candidato pelo PSC, mesmo apoiando a coligação do vice-prefeito Messias Cursino, confirma a “liseira” que está a campanha na terra do boi-bumbá. São quase 200 candidatos disputando as 11 cadeiras da Câmara Municipal. Parintins tem 61.062 eleitores e é o segundo maior colégio eleitoral do Estado. O maior é Manacapuru.

Coordenação

Ex-chefe da Casa Militar na gestão Amazonino Mendes no Estado, ex-diretor do extinto Correio Amazonense e ex-superintendente da rede Em Tempo, Guttemberg Alencar assumiu a coordenação da campanha de Vanessa Grazziotin (PCdoB), atendendo a convite do governador Omar Aziz.

Manaus sem asfalto

Pode acreditar. Manaus está há dois meses sem asfalto para tapar buracos nas ruas. Candidatos a vereador que têm procurado a Secretaria de Infraestrutura em busca de apoio para resolver este problema encontram o secretário Américo Gorayeb contrariadíssimo com o problema e ameaçando até entregar o cargo.

Sem horizonte

Os casos mais graves estão sendo resolvidos com barro. Isso mesmo. Alguns buracos têm sido tapados com esse material. E não existe no horizonte sequer uma licitação para adquirir o produto. Ou seja, o próximo prefeito vai receber uma cidade esburacada em pleno inverno. Gorayeb, aliás, afirma aos interlocutores que está esperando a volta do prefeito Amazonino Mendes para definir o que fazer.

Amazonino internado

E por falar em Amazonino, até o fechamento desta edição, ele continuava internado no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo. De acordo com nota da Semcom, ele talvez precisasse ser operado. Notícias correram que as taxas de glicemia do prefeito estavam altíssimas, o que complicaria ainda mais seu estado de saúde.

Rodoanel I

Como o Amazonas não foi contemplado pelo pacote que destinou vários bilhões de reais ao setor de logística, o governo federal quer agora fazer uma compensação implantando em Manaus um rodoanel. A deputada federal Rebecca Garcia (PP) anuncia que o projeto que será de responsabilidade da Secretaria Estadual de Infraestrutura (Seinfra) foi dividido em três partes. Duas, já estão prontas e a terceira será finalizada no próximo mês.

Rodoanel II

O rodoanel deverá retirar de circulação do centro da cidade as carretas que transportam as cargas do PIM. Afinal, o conjunto de pistas deverá ser construído margeando a cidade. O projeto deverá interligar o Aeroporto Eduardo Gomes, estrada do Turismo, passando por parte da Reserva Duque, chegando ao Distrito. Alguns afirmam que esse será o maior projeto de engenharia do governo Omar.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email