10 de agosto de 2022
Prancheta 2@3x (1)

Ecopag vende seguros via celular

Não há queda de sinal ou celular desligado que impeça o veloz avanço da oferta de serviços via telefonia móvel. A novidade agora é o tipo de serviço vendido e, especialmente, quem o vende

Não há queda de sinal ou celular desligado que impeça o veloz avanço da oferta de serviços via telefonia móvel. A novidade agora é o tipo de serviço vendido e, especialmente, quem o vende.
A partir de agora, grandes e médios varejistas e micro e pequenos negócios, como salões de cabeleireiro, padarias, lojas de material de construção, farmácias e outras dezenas de atividades, podem oferecer seguros a seus clientes por meio de um celular, e não por um modelo de última geração, mas por qualquer aparelho, mesmo os mais simples,desde que tenham acesso à internet.
Este serviço tornou-se possível graças a uma tecnologia inédita desenvolvida pela Ecopag, empresa de soluções de pagamento e recebimento. Com ela, qualquer empresário, seja pequeno ou grande, usuário de qualquer modelo ou operadora de celular pode, no ato da prestação de serviços ou venda de produtos, oferecer modalidades de seguro ao seu cliente com uma simples inserção de dados de cartão de crédito no próprio aparelho. Enquanto o comprador passa a ter a proteção do seguro, o vendedor garante sua comissão em uma conta Ecopag.
Na prática, é uma solução que reúne oferta e demanda no momento certo: um eletricista, dono de sua pequena empresa, que está consertando a fiação na casa do seu cliente, por exemplo, pode oferecer um seguro residencial que oferece vantagens como atendimentos de assistências justamente para problemas elétricos.
Os seguros também podem ser vendidos via internet e POS (terminais eletrônicos de venda por cartão).
Para iniciar a venda destes seguros, basta criar uma conta Ecopag e baixar o aplicativo no site www.ecopag.com.br.
A oferta inicial pelo novo sistema será de seguros de acidentes pessoais (que inclui diária de internação hospitalar e sorteio), residencial, de garantia estendida (para bens que vão de pequenos eletrodomésticos a ferramentas) e contra roubo e furto para eletroportáteis (celulares, tablets, câmeras, filmadoras, etc.). Com isso, o produto torna-se atrativo para grandes e pequenos lojistas e varejistas, que antes não tinham como ofertar e ganhar receita com produtos como garantia estendida e seguro contra roubo e furto de eletroportáteis, perdendo, muitas vezes, os clientes para concorrentes. Para isso, basta o lojista fazer o cadastro na Ecopag, viabilizando a venda do seguro ao consumidor final.
“É uma forma de agregar valor ao negócio desses profissionais, de maneira rápida, eficiente e em qualquer situação de contato com seus clientes”, diz Janiel Zioti, presidente da Ecopag.
De fato, a facilidade de adesão ao sistema Ecopag – que dispensa conta corrente, crédito no celular ou acesso à internet – vem ao encontro do atual momento de ascensão social vivida no país, em que 81% dos celulares ativos são pré-pagos. Daí o executivo Janiel Zioti acreditar que os futuros clientes da solução possam estar na classes D e E. “Nossos potenciais clientes serão os profissionais que não têm conta corrente”, diz o executivo. “Um ambulante, por exemplo, poderá vender uma solução de ‘Acidente Pessoal Premiado’”, explica.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email