E-commerce ganha novos adeptos na quarentena

O medo de contágio pelo novo coronavírus acelerou uma mudança no comportamento da população: fazer compra online. O que já se mostrava tendência cada vez mais necessária, se tornou algo obrigatório para muita gente, por causa das restrições de circulação impostas pelo poder público em muitas cidades.

Dados da Nielsen, Comscore, Global Web Index, Kantar e MindMiners foram compilados em uma publicação da Infobase Interativa e mostram que 13% da população comprou pela internet pela primeira vez. Outros 24% dos brasileiros estão fazendo mais compras online.

Entre os itens mais buscados estavam:

Álccol em gel (aumento de 310%)

Álcool para limpeza (aumento de 65%)

Papinha para bebês (aumento de 51%)

Termômetro (aumento de 45%)

Oportunidade para o e-commerce

A publicação chama o atual período de “boom do e-commerce”, afinal, além de atrair novos compradores, é o momento de aproveitar grandes oportunidades para comprar, vender e divulgar seus produtos e serviços pelos mais variados meios.

De acordo com os dados, a quarentena fez com que os minutos consumidos em redes sociais aumentassem 19% no período. 40 bilhões de páginas foram visitadas, o que representa um aumento de 26% entre uma semana e outra.

Vale lembrar que o levantamento apontou algo que já era fato: Facebook e Whatsapp são as ferramentas mais usadas para se comunicar com as famílias, o que pode se tornar grande estratégia de vendas e de divulgação para as empresas.

Fonte: Redação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email