Dona da Elegê faz ­arrendamento no valor de R$ 30 milhões em Goiás

A Eleva, dona da marca de leite Elegê, arrendou por 30 anos uma fábrica da CCL (Cooperativa Central de Laticínios do Estado de São Paulo), dona da marca Paulista, em Goiás. A empresa também negocia a compra da CCPL (Cooperativa Central dos Produtores de Leite), do Rio, com quem firmou acordo de revenda e distribuição de leite há 15 dias.

“Eles [Eleva] se sentiram agredidos quando diversas empresas como a Nestlé foram para o sul. Agora estão se posicionando no mercado”, afirmou o presidente da Associação Brasileira dos Produtos de Leite (Leite Brasil), Jorge Rubez. De acordo com ele a estratégia da Eleva, é aumentar sua capacidade de captação de leite e de distribuição. A Eleva foi procurada, mas não se pronunciou porque os executivos estão em período de silêncio por causa de uma recente oferta de ações na bolsa.

Depois de arrendar por R$ 30 milhões a fábrica da CCL em Goiás, a dona da marca Elegê já confirmou que pretende adquirir a CCPL, que está em processo de recuperação judicial. “A Eleva está numa operação conosco de estudo do negócio. Eles querem trabalhar com a marca e o parque industrial”, afirmou o diretor operacional da cooperativa fluminense, Flávio Tavares Fernandes.

O executivo conta que a produção da fábrica da CCPL em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio, foi retomada na segunda-feira com capacidade de processamento de 200 mil litros de leite por dia. No total, a unidade tem capacidade máxima de 500 mil litros de leite por dia, mas precisaria de investimentos uma das possibilidades que estão sendo estudadas pela Eleva, mas que vai depender da “evolução da parceria”, disse Fernandes.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email