Dólar sobe em dia de intervenção do BC, mas fecha semana com queda de 4,3%

Na retomada das intervenções cambiais pelo Banco Central (BC), a moeda norte-americana voltou a subir depois de três dias seguidos de queda. O dólar comercial encerrou esta sexta-feira (1º) vendido a R$ 3,233, com alta de R$ 0,019 (0,61%). Mesmo com a alta de hoje, a moeda fechou a semana com queda de 4,35%.

Apesar da atuação do BC, que vendeu US$ 500 milhões em leilões de swap cambial reverso (equivalentes à compra de dólares no mercado futuro), o dólar chegou a operar em queda durante a manhã. Somente a partir das 11h, a cotação voltou a subir. Em 2016, a divisa acumula queda de 18,1%.

O dia foi de otimismo no mercado de ações. O índice Ibovespa, da Bolsa de Valores de São Paulo, subiu 1,37%, para 52.233 pontos. Foi a primeira vez que o indicador fechou acima de 52 mil pontos desde 4 de maio.

As ações da Petrobras, as mais negociadas, recuperaram-se da queda de ontem e tiveram forte alta. Os papéis ordinários, com direito a voto em assembleia de acionistas, subiram 4,78%, para R$ 12,06. Os papéis preferenciais, com preferência na distribuição de dividendos, valorizaram-se 4,25%, para R$ 9,82.

Nesta semana, o mercado financeiro voltou a registrar ganhos depois de turbulências provocadas pelo resultado do referendo no Reino Unido. A expectativa de que bancos centrais dos principais países desenvolvidos promovam medidas de estímulo monetário beneficia países como o Brasil. Isso porque os investidores estrangeiros aproveitam os juros baixos nos países desenvolvidos para aplicarem recursos financeiros em países emergentes, que pagam juros elevados.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email