Dólar registra decréscimo de 0,34% e fecha cotado para venda a R$ 1,722

O mercado de câmbio doméstico emendou seu terceiro dia de baixa, na mão inversa da recuperação da Bolsa de Valores, apesar das notícias que apontam para uma nova intervenção do governo no ambiente de negócios.
Na quinta-feira, o dólar comercial foi negociado por R$ 1,722, em um decréscimo de 0,34% sobre a cotação final de ontem. Os preços da moeda variaram entre R$ 1,732 e R$ 1,720. Nas casas de câmbio paulistas, o dólar turismo foi vendido por R$ 1,820, em um recuo de 0,54%.
Reportagem publicada na edição de hoje da Folha de S. Paulo indica que o governo estuda medidas para evitar uma desvalorização da taxa cambial.
Entre as medidas em avaliação, há a possibilidade de que investidores estrangeiros possam depositar garantias no exterior para fazer operações no mercado brasileiro.
A taxação do IOF sobre capital estrangeiro provocou algum nervosismo no mercado financeiro logo nos primeiros dias do lançamento, mas o ingresso de recursos para o país, com novas captações externas e o lançamento de ações, contribuiu para derrubar os preços da moeda americana.
O Banco Central realizou seu leilão de câmbio às 15h08 (hora de Brasília) e aceitou ofertas por R$ 1,7232 (taxa de corte).

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email