Dólar comercial sobe 0,40% e fecha cotado para venda a R$ 1,735

A taxa de câmbio doméstica teve um repique após dois dias de queda, sob a expectativa do mercado quanto à ata do Fomc (o equivalente americano do Copom), com divulgação prevista para as 17h (hora de Brasília). Frente ao euro, a moeda americana também teve um dia de valorização.
O dólar comercial foi cotado por R$ 1,735 nas últimas operações de ontem, em alta de 0,40%. Os preços da moeda americana oscilaram entre R$ 1,737 e R$ 1,723. Nas casas de câmbio paulistas, o dólar turismo foi vendido por R$ 1,840, estável. O BC revelou hoje que o volume de investimento estrangeiro foi recorde no país no mês de outubro (US$ 17.119 bilhões), incrementado principalmente pelo lançamento de ações do Santander na Bolsa brasileira.
Em termos de contas externas, o deficit nas transações do Brasil foi US$ 2.911 bilhões, ante US$ 2.31 bilhões em setembro, puxada principalmente pelas remessas de lucros e pagamento de serviços (deficit de US$ 4.456 bilhões nessa conta). Em novembro, como mostram os últimos números registrados pelo BC, o fluxo cambial está positivo para o país: as entradas superam as saídas por US$ 1.3 bilhão (até o dia 18). O BC também realizou seu leilão diário de compra -hoje entre 15h01 e 15h11- aceitando ofertas por R$ 1,7331 (taxa de corte). Analistas esperam que a ata do Fomc revele que os integrantes do FED (BC dos EUA) estejam preocupados com a situação da economia americana, e portanto, enviando uma sinalização clara de que os juros dos EUA devem permanecer baixos.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email