Dólar comercial mantém queda de 0,51% e fecha cotado a R$ 1,752

O dólar comercial foi vendido por R$ 1,752 ontem, em um recuo de 0,51% sobre a cotação final de terça-feira. Trata-se da menor taxa num fechamento desde 8 de setembro de 2008. Os preços da moeda americana oscilaram entre R$ 1,760 e R$ 1,745.
Nas casas de câmbio paulistas, o dólar turismo foi negociado por R$ 1,860, em um decréscimo de 0,53%.
O mercado de câmbio permanece sob expectativa do fluxo de dólares por conta do lançamento de ações do banco Santander na Bolsa brasileira, estimado em R$ 15,7 bilhões. Historicamente, há uma participação maciça de investidores estrangeiros nessas operações, o que costuma afetar a formação da taxa cambial.
Analistas também destacam o clima de relativo otimismo na praça financeira global, principalmente com a notícia de que a Austrália se tornou o primeiro país do G20 (grupo das nações mais desenvolvidas) a promover um aperto em sua política monetária, ao elevar os juros.
O Banco Central australiano alegou “condições econômicas” mais fortes que o esperado, o que foi interpretado como mais um indício de recuperação da economia mundial.
Os contratos de juros futuros negociados na BM&F apontaram taxas maiores nos vencimentos de mais longo prazo. No contrato que projeta as taxas para janeiro de 2010, a taxa prevista subiu de 8,67% ao ano para 8,69%; e no contrato de janeiro de 2011, a taxa projetada avançou de 10,22% para 10,27%.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email