Dólar a fecha a R$ 1,877, na menor cotação desde 2 de agosto

O dólar comercial foi negociado a R$ 1,877 para venda, em retração de 2,29%, nos últimos negócios de ontem.
Trata-se da menor cotação desde o dia 2 de agosto. Nas casas de câmbio paulistas, o dólar turismo foi cotado a R$ 2,020 (venda), um declínio de 0,98% sobre a taxa final de segunda-feira.
Os agentes do mercado de câmbio operaram à espera da decisão do FED e que bateu com as expectativas mais otimistas de investidores e analistas de mercado.
Após o anúncio do Fed, o preço da moeda americana despencou rapidamente, encerrando os negócios de ontem perto da cotação mínima do dia (R$ 1,874).
O mercado futuro de juros também reagiu com força à decisão “inesperada” do Fed. No contrato de janeiro de 2008, a taxa projetada cedeu de 11,09% na segunda-feira para 11,06%. No contrato de janeiro de 2009, a taxa projetada recuou de 11,58% para 11,40%. E no contrato de janeiro de 2010, a taxa projetada passou de 11,78% para 11,53%.
O preço do barril do petróleo subiu 1,2% na terça-feira e fechou no valor recorde de US$ 81,51. O desempenho foi influenciado pela redução da taxa básica de juros nos Estados Unidos e pela expectativa do mercado quanto à divulgação dos dados de reservas de petróleo e combustíveis.
No final da sessão na Nymex (sigla em inglês para Bolsa Mercantil de Nova York), os contratos de petróleo cru para entrega em outubro subiram US$ 0,94, estabelecendo um novo recorde no fechamento do mercado nova-iorquino.
Logo após o anúncio do Fed de redução nos juros, o preço do petróleo subiu rapidamente para US$ 81,90.
Com a medida do Fed, a previsão é de um crescimento na demanda de petróleo e combustíveis nos EUA e em nível global.
O barril do petróleo fechou com preços recordes em cinco das últimas seis sessões e subiu cerca de 40% desde o começo de 2007, ano em que começou a US$ 58,32.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email