Doação alcança 1,7 mil bolsas

https://www.jcam.com.br/FOTO_29062014 a4.jpg
Campanha “Vida por Vidas” da juventude adventista renova estoques do Hemoam

A campanha de doação de sangue “Vida por Vidas” idealizada pelos jovens da igreja Adventista da capital já alcançou 85% da meta prevista para o período entre abril e julho deste ano. Essa estimativa é representada pela coleta de mais de 1,7 mil bolsas de sangue e ainda por aproximadamente 600 cadastros para doação de medula óssea. A coleta acontece até o dia 5 de julho nas dependências do Hemoam (Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas).
O projeto conta com o apoio do deputado estadual David Almeida (PSD) e da Aleam (Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas). De acordo com a assessora de comunicação de Almeida, Moara Cabral, a meta para este ano é superar o índice de 1,8 mil bolsas coletadas em 2013. “Estamos felizes com o resultado que já foi obtido mas esperamos chegar ao total de duas mil bolsas de sangue. A população aderiu ao projeto junto aos jovens da igreja. Eles estão animados e incentivam a quem está próximo”, avalia.
Mais de 3 mil jovens fazem parte do projeto. Eles estão divididos entre a Associação Central Amazonas e a Associação Amazonas Roraima.
A média de voluntários recebidos a cada sábado é de 400 pessoas. A assessora lembra que somente no segundo final de semana deste mês mais de 3 mil pessoas compareceram ao Hemoam para fazer a doação, porém, deste total somente 1,7 mil foram considerados aptos para a coleta.
A cada sábado são arrecadadas cerca de 200 bolsas de sangue de 500ml cada. De acordo com o deputado David Almeida uma bolsa pode ajudar até quatro pessoas. Ele também faz parte do grupo de doadores e incentiva aos amazonenses a participarem do programa. “É um ato humanitário e cristão que tem o único objetivo de salvar vidas. Esses jovens, anônimos, ajudam a pessoas desconhecidas e beneficiam parte da sociedade”, elogia.
De acordo com Almeida, a expectativa tem sido atingida e a realização da Copa do Mundo em Manaus foi mais um incentivo para o amazonense fazer a sua doação. “Com a chegada de turistas à capital houve maior preocupação por parte da comunidade em contribuir com o mantimento dos estoques do hemocentro. Foi um apoio a mais”, frisou.
A doação para o projeto pode ser feita aos sábados, até o dia 5 de julho, no Hemoam (avenida Constantino Nery, 4.397, Chapada, zona Centro-Sul), no horário de 7h30 às 12h. Mas a fundação também recebe doações extras de segunda a sábado de 7h30 às 18h. As coletas também podem ser feitas no Posto Avançado de Coleta localizado na Maternidade Estadual Ana Braga (Alameda Cosme Ferreira, zona Leste). O voluntário precisa ter entre 18 e 65 anos, pesar acima de 50 quilos e estar bem alimentado. É necessário apresentar o RG.

O projeto
A campanha é nacional e acontece, anualmente, durante três meses. O projeto tem o objetivo de conscientizar o cidadão quanto ao ato de doar sangue e também de contribuir no suprimento da demanda dos estoques nos hospitais e hemocentros. O “Vida por Vidas” acontece em sete países da América do Sul, além do Brasil, que são: Argentina, Bolívia, Chile, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email