DISPOSITIVO – Empresa desenvolve protetor contra ondas magnéticas do celular

Radiação e perigos à saúde transmitidos pelos celulares podem ser evitados com o Ionix, um dispositivo autoadesivo

O Brasil alcançou cerca de 258 milhões de acessos de telefonia móvel só em setembro desse ano, segundo Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações). O país já possui mais smartphones que países com França e Alemanha, o que resulta em uma média de 27 milhões nas mãos de 14% dos brasileiros. É visível que o celular se popularizou e tornou-se um obejeto indispensável na vida das pessoas, já que pelo aparelho é possível falar com os amigos, pagar contas, acessar as redes sociais, usar GPS, entre outras vantagens que otimizam o dia a dia.
Mas, com o avanço da tecnologia o homem está cada vez mais exposto aos campos eletromagnéticos. E essa exposição pode prejudicar a saúde, já que os celulares quando em uso produzem um campo eletromagnético gerador da radiação. Pesando nisso, a Ionvita lança no mercado brasileiro o IONIX, um dispositivo autoadesivo composto à base de turmalina, pedra semipreciosa, capaz de neutralizar a radiação emitida por telefones celulares, telefones sem fio, microcomputadores, fornos de micro-ondas, aparelhos de ar condicionado, monitores de tv, etc.
Os dispositivos IONIX foram testados e provados no CPQD (Centro de Pesquisas e Desenvolvimento em Telecomunicações), teste SAR (Specific Absorption Rate) recomendado pela ANATEL, que confirmou que os dispositivos IONIX preservam a eficiência dos aparelhos, não interferindo no seu campo eletromagnético, neutralizando somente a radiação não ionizante emitida pelo campo eletromagnético dos aparelhos.
A matéria-prima do dispositivo é conhecida como “pedra elétrica”, já que possui radiação própria, ou seja, dependendo da forma como esta radiação é tratada, pode gerar a radiação ionizante, capaz de anular cerca de 80% da radiação emitida pelos aparelhos celulares. A neutralização energética é possível porque, enquanto os celulares emitem uma radiação de baixa frequência, o Ionix atua de forma a contrapor com ânions e cátions presentes no campo magnético, propiciando a neutralização da energia.
De forma prática, basta fixar o Ionix no aparelho celular para ficar longe das ondas magnéticas emitidas por ele. Além disso, o dispositivo garante uma melhor performance do aparelho, já que o princípio de neutralização da energia garante que haja uma redução significativa da perda de energia em forma de calor, ou seja, o celular passa a aquecer menos e sua bateria alcança um desempenho eficiente por mais tempo.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email