O Disney+ finalmente está disponível no Brasil. Ao longo da madrugada e início da manhã desta terça-feira (17), a empresa começou a liberar em nosso país os aplicativos da plataforma de entretenimento para celulares com iOS e Android, televisores inteligentes e consoles de vídeo game, dando acesso ao catálogo de filmes e séries clássicas e originais do serviço, que estreou em 2019 nos Estados Unidos.

O download das soluções, claro, é gratuito, enquanto o serviço custa R$ 27,90 por mês ou R$ 279,90 por um ano. Em ambos os casos, os usuários possuem sete dias de serviço gratuito, para experimentarem o serviço e conferirem seu catálogo, que inclui produções da Disney, Marvel, Star Wars, National Geographic e diversas outras propriedades de Mickey Mouse.

Um dos grandes destaques, por exemplo, é The Mandalorian, série original de Star Wars que, inclusive, teve seus dois primeiros episódios exibidos em TV aberta nesta semana. Outro produto exclusivo é Wandavision, a primeira série original da Marvel no Disney+, estrelada pelos personagens Feiticeira Escarlate (Elizabeth Olsend) e Visão (Paul Bettany), que abre as portas para outros shows dos heróis, como Falcão e o Soldado Invernal, Loki e o seriado do Gavião Arqueiro (Jeremy Renner).

Isso sem falar, claro, no acervo de clássicos, com direito às grandes animações da Disney como Frozen e a saga Toy Story, todos os filmes dos heróis da Marvel e de Star Wars, os desenhos clássicos como A Bela e a Fera ou Aladim, e seriados atemporais como Lizzie McGuire e High School Musical. E estes são apenas alguns exemplos de um acervo de mais de 500 títulos e sete mil episódios de programas de TV apenas neste lançamento.

Até o momento da publicação desta reportagem, entre os dispositivos mais populares, apenas o PlayStation e o PS4, da Sony, ainda não haviam recebido os aplicativos do Disney+, assim como alguns modelos de televisores da Samsung. Em ambos os casos, a solução já foi anunciada para essas plataformas e, nas TVs da marca coreana, o app chega a ser baixado automaticamente assim que fica disponível, dando a entender que, daqui em diante, ele será parte do pacote de instalações padrão dos aparelhos.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email