11 de maio de 2021

O general da reserva Algacir Polsin assumiu a superintendência da Zona Franca de Manaus como uma grande incógnita. Não se conhecia seu potencial para gerencial um modelo de desenvolvimento tão complexo e contestado nos grandes centros. Temia-se que chegasse aqui uma nova versão de Mauro Costa, dirigente da autarquia no governo Fernando Henrique Cardoso, que se comportava claramente como um inimigo do Amazonas. Discreto, calado, mas extremamente disciplinado, Polsin foi aos poucos conquistando a confiança de todos. Colocou a gestão para funcionar celeremente, não atrapalhou nenhum processo e chega ao momento de comemoração dos 54 anos da iniciativa contabilizando ganhos. É o primeiro gestor em pelo menos duas décadas sem vinculação a nenhum grupo político, nem mesmo os que se formaram em torno do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Está cumprindo a missão com louvor, sem precisar reivindicar elogios em praça pública nem cultuar a própria personalidade. Um militar que honra a farda que envergou ao longo de toda a vida.

AINDA LONGE

O secretário municipal de Limpeza Pública, ex-deputado Sebastião Reis, telefonou a amigos ontem dizendo que pretende retornar a Manaus na semana que entra. Ele está desde janeiro em São Paulo internado para tratar a Covid-19 e chegou a passar maus momentos, segundo afirmou. Viajou logo depois de ser flagrando furando a fila da vacinação, o que ainda vai lhe render boas dores de cabeça.

AUTORIZAÇÃO

A juíza Jaiza Fraxe, titular da 1ª Vara da Justiça Federal do Amazonas, determinou que o Estado utilize R$ 150 milhões na compra de vacinas contra a covid-19 para imunizar 70% da população. O recurso viria do Fomento ao Turismo, Infraestrutura, Serviços e Interiorização do Desenvolvimento do Amazonas (FTI). O Governo não se pronunciou.

NOVA PARCELA

O Governo do Amazonas realiza, neste domingo (28), o pagamento da segunda parcela do Auxílio Estadual, programa criado pelo governador Wilson Lima para beneficiar pessoas em situação de vulnerabilidade social em todo o estado, durante a pandemia da Covid-19. O benefício começou a ser entregue no último dia 3, apenas dois dias após o anúncio de sua criação. O calendário prevê o pagamento do valor total do auxílio, fixado em R$ 600, em três parcelas de R$ 200. Com o segundo pagamento sendo realizado neste domingo, a expectativa é de que a terceira parcela seja paga já no início de março.

BONS NÚMEROS

afeam
Foto: Arthur Castro/Secom

Para o orçamento de 2021 a ser aplicado em crédito emergencial e renegociação, o Governo do Estado, por meio da Agência de Fomento do Estado do Amazonas, terá um incremento de 22% em relação ao valor disponibilizado em 2020, passando de R$ 115 milhões para R$ 140 milhões. No caso de renegociação, a previsão de movimentação será de até R$ 60 milhões, totalizando R$ 200 milhões em linhas de financiamento e renegociação para autônomos, micro e pequenos empreendedores e  profissionais liberais.

REEDUCAÇÃO

A Vara de Execuções de Medidas e Penas Alternativas da Comarca de Manaus, do Tribunal de Justiça do Amazonas –, divulgará em março o calendário de palestras de trânsito, na modalidade online, para reeducandos beneficiados com a Suspensão Condicional do Processo e que têm a obrigação de participar dessa ação educativa como parte da determinação judicial.

ADOÇÃO

O projeto “Encontrar Alguém”, do Tribunal de Justiça do Amazonas, já viabilizou neste ano a adoção de seis crianças e adolescentes que viviam em abrigos de Manaus, mesmo diante da pandemia de covid-19, que impôs a implementação de uma série de medidas para evitar a propagação da doença. Desse total, há um grupo de três irmãos e outro de dois irmãos em estágio de convivência com a nova família.

CARTILHA

A Comissão de Direito Tributário da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Amazonas, lançou nesta semana a cartilha do Imposto de Renda 2021. O documento reúne dicas e um passo a passo para que os contribuintes possam acompanhar todas as mudanças anunciadas pela Receita Federal e tenham condições de fazer a declaração do imposto sem cometer equívocos.

VIOLÊNCIA OBSTÉTRICA

O Ministério Público Federal encaminhou recomendação ao Conselho Regional de Medicina do Estado do Amazonas para que adote medidas de formalização e ampla investigação de denúncias de eventual prática de violência obstétrica no estado. A recomendação faz parte do inquérito civil instaurado pelo MPF para apurar possíveis atos de improbidade administrativa na condução de sindicâncias do Cremam relacionadas a relatos de violência obstétrica.

FRASES

“O que a gente quer é que essas pessoas se conscientizem, se conscientizem de que suas famílias e as famílias dos outros dependem da sua consciência social.” Louismar Bonates, secretário de Segurança, sobre os promotores de festas clandestinas

“Desejo que as novas resoluções e que todas as conquistas alcançadas no âmbito do CAS (Conselho de Administração da Suframa) sejam motivo de prosperidade, saúde e paz para toda a região. ” Carlos da Costa, secretário de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia.

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email