Dirigente nega que partido seja de aluguel

O presidente nacional do Partido Humanista da Solidariedade (PHS), Paulo Roberto de Mattos, no encontro que teve com os filiados em Manaus, revelou que, “os partidos de aluguel não são os pequenos e sim aqueles que possuem maior número de deputados que estão ao lado do governo em busca de benefícios. Nós pertencemos ao bloco de minoria”. A melhor notícia para o Amazonas, foi a moralização dos mandatos dos atuais dirigentes da Comissão Regional Executiva Provisória, tendo como presidente, o deputado estadual Liberman Moreno.
Mattos destacou ainda a atuação do partido no Amazonas que obtém 2,5% “logo abaixo do primeiro que foi o Ceará com 4,6%”. Ele alertou que acordo político será de cima para baixo “ pois cada cidade e município é quem escolherá, com decisão da convenção”. Paulo Mattos comunicou que em decisão a ser tomada na convenção nacional, o PHS não aceitará o retorno de quem deixou o partido por qualquer motivo para concorrer em 2008.
O deputado Luiz Castro( PPS) esteve presente ao encontro promovido pela Executiva Estadual do PGS, onde destacou a figura do dirigente político, Paulo Roberto Mattos, com referências dos dirigentes nacionais do seu partido que por pouco não teve a fusão com o PHS e PMN. Antes de retirar-se, o parlamentar amazonense se colocou à inteira disposição do PHS.
Paulo Mattos entregou ao presidente da Comissão Executiva Estadual Regional Provisória, cópia do documento da homologação do mandato por mais seis meses, com a finalidade de organizar o PHS no Estado, já visando as eleições do próximo ano, totalmente oficializado junto a justiça eleitoral.
Desta forma, Liberman Moreno continuará como presidente do PHS no Amazonas, tendo como vice Marcos Fabiane; secretário Marcelo Dutra; e os vogais Alcides Sabóia e Romário Brasil.
Por sua vez, a regional manterá Genival Amorim (advogado), como dirigente maior da Comissão Executiva Municipal Provisória. Amorim, por sinal, vai coordenar os três cursos que o PHS realizará para os filiados que pretendem disputar cargos de prefeitos ou de vereadores.

Liberman abre jogo

Mantendo-se calado desde outubro passado, o deputado Liberman Moreno, diante do presidente nacional do PHS, Paulo Roberto Mattos, fez um desabafo culpando o governador do Estado, Eduardo Braga(PMDB), de perseguição durante a campanha eleitoral no ano passado, dificultando a sua reeleição “que pelos meus cálculos seria tranqüila”.
“Ele (Eduardo Braga), com a máquina do poder nas mãos preparou dois candidatos, embora prefira manter os nomes desses dois políticos, ou melhor, parlamentares, em sigilo, para percorrerem o Alto Solimões, tentando com isso tirar os votos das nossas bases políticas. Os dois deputados(não citou nomes) foram induzidos, para que os eleitores não votassem em mim. Só não denuncio às autoridades porque não tenho documentos comprobatórios em mãos”, denunciou.
Moreno disse ainda que a dupla pagava R$ 150 por voto e “ com esse esquema de dinheiro, eu perdi, pelos meus cálculos, mais de 15 mil votos, pois além de ser filho da área, tenho grande influência política, nos municípios”, justificou.
Ao final lembrou ainda que em Urucará ocorreu o mesmo quando uma jovem lhe disse: “deputado, o meu pai pediu para que o senhor perdoasse, pois recebeu envelope com R$ 150 para que votasse noutro candidato. Como não tinha prova, o caso ficou nisso”, expressou.

Propostas para sair

O suplente do deputado federal Sabino Castelo Branco, Ronaldo Leite, ao manifestar-se no encontro foi bem taxativo ao referir “que não sou candidato a vereador. Eu já recebi grande número de propostas para deixar o PHS. Não aceitei achando que era uma armadilha”.
Ele entende que os pedidos tinham tudo com a fidelidade partidária. Ronaldo Leite salientou que vai ajudar os candidatos do partido, principalmente o médico Homero de Miranda Leão Neto, e finalizou dizendo que apoiará também, “os outros nomes do PHS, pois pretendemos eleger grande número de prefeitos e ve

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email