Diretora do Hospital da Criança é exonerada por furar vacinação

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) informa que, por determinação do secretário Marcellus Campêlo, exonerou a diretora do Hospital e Pronto-Socorro da Criança da Zona Leste, Michele Adriane Pimentel Afonso.

Apuração da SES-AM identificou que foi a servidora que incluiu, indevidamente, o nome de Gerberson Oliveira Lima, servidor da Casa Civil, na lista de trabalhadores de saúde que deveriam ser vacinados pela Secretaria Municipal de Saúde de Manaus (Semsa-Manaus).

O servidor da Casa Civil também foi exonerado por determinação do governador Wilson Lima.

A SES-AM ressalta que não compactua com atos ilegais e alerta os demais gestores da rede pública de saúde quanto às penalidades legais que podem ser aplicadas a quem praticar atos reprováveis como este.

“Acabei de exonerar a direção do Hospital e Pronto-Socorro Joãozinho, que vacinou pessoa não autorizada. Não admitimos isto em nossa rede de saúde. Que todos os demais diretores estejam cientes”, declarou Marcellus Campêlo.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email