Dinamarca quer comprar álcool combustível do Brasil

O Brasil assinou na quinta-feira com o governo da Dinamarca um acordo para marcar o interesse dinamarquês em comprar álcool produzido no Brasil. Como parte da União Européia, a Dinamarca adotou a meta comum de chegar a 2010 com os biocombustíveis representando 5,75% do total consumido pelo setor de transportes. Hoje, a utilização de álcool no setor de transporte da Dinamarca é insignificante, segundo dados do Ministério da Energia do país.
O acordo também prevê a cooperação dos dois países na área de energia renovável e eficiência energética, temas em que a Dinamarca esbanja excelência. Entre 40% e 50% da matriz energética do país é composta de fontes renováveis, sobretudo energia eólica (a partir dos ventos) e biomassa. Nos últimos 25 anos, a economia dinamarquesa cresceu 70% utilizando a mesma quantidade de energia, segundo dados oficiais.
O documento será assinado entre o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim e o ministro dinamarquês de Energia e Transporte, Jakob Nielsen, durante a escala em Copenhague do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que faz uma viagem de cinco dias pelos países nórdicos. Ainda na quinta-feira, a Petrobras e o Centro de Tecnologia Canavieira assinam com a fabricante dinamarquesa de enzimas Novozymes outro memorando de entendimento para desenvolver álcool de celulose.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email