Ainda estamos em pandemia sim, mas já podemos ver melhora nas oportunidades de emprego aqui em Manaus. Bem certo é que ainda estão havendo algumas demissões, cortes, ajustes e reajustes, mas se fizermos uma comparação, estamos em passos largos de melhoria.

Vagas de emprego estão sendo vistas com mais frequências e as Consultorias de RH estão com mais vagas, nós mesmos da Paulo Pedrosa Headhunter estamos vivendo essa realidade. Mas, como os profissionais estão reagindo a este aquecimento do mercado? Como tem sido a receptividade dos profissionais a vagas de emprego?

Coloco aqui algumas dicas para os profissionais que estão em busca de uma colocação no mercado:

  1. Aprimore-se em um idioma

Busque estudar um segundo idioma, de preferência o inglês. Se você não tem nenhuma base, inicie em alguma escola para pegar a base inicial e dê sequência no idioma. 

Se você já tem um nível intermediário, mas ainda não tem o nível de conversação, busque um aprimoramento, fazendo aulas de conversação, ouvindo músicas e assistindo vídeos em inglês, treinando sua leitura em inglês (pocket books são ótimas ideias para esse fim) e quem sabe até assistindo alguns canais de YouTube de professores de inglês. O ideal é que seu inglês seja nível avançado ou fluente. Quando uma vaga tem como um dos requisitos o idioma, ela realmente precisa do idioma, então o fato de você ser ótimo tecnicamente em sua área, não irá abonar o fato de você não falar inglês. E falar inglês é de fato falar e não somente ter uma noção e se virar.

  1. Fique atento aos seus contatos

Atenção especial aos meios que podem trazer uma boa notícia. 

Deixe seu telefone celular sempre carregado e em volume suficiente para você conseguir ouvir ao tocar. Observamos muitos profissionais que enviam seus currículos e a partir daí não atendem mais o celular.

Verifique seu e-mail. Entendo que o fato de quando o profissional não está trabalhando, o hábito de checar os e-mails diariamente vai se dissipando. Mas, se o seu e-mail está como um dos seus contatos no currículo, você precisar checá-lo diariamente. Sugiro checar duas vezes ao dia, uma no início do dia e outra na metade da tarde.

  1. Mantenha suas redes sociais ativas

A forma de encontrar pessoas para um processo seletivo, bem como em todas as outras áreas, evoluiu e mudou. Hoje, o anúncio é apenas uma das formas (das menos utilizadas inclusive) para captação de profissionais para uma vaga de emprego. Headhunters estão de olho no LinkedIn, Facebook e inúmeras redes sociais para acharem seu placement. 

É interessante manter seu perfil do LinkedIn atualizado – se você ainda não tem um, por favor, faça imediatamente! Aproveite e inclua seus contatos como telefone e e-mail, será mais fácil de ser encontrado. Alimente seu perfil de maneira sincera e objetiva, com palavras-chave dentro de sua área de atuação. E, finalmente, utilize-o! Tire uns 15 minutinhos por dia para navegar pelo LinkedIn, atualizar-se e estender sua rede de contatos, mas, não peça emprego aos seus amigos – peça conselhos, dicas e orientações.

O mesmo para o Facebook, mantenha-o atualizado e cheque-o regularmente. Apesar de ser uma rede social mais utilizada com o intuito pessoal, já começa a ser utilizada de forma profissional, também. E para isso, você não precisa deixar de ser você mesmo no Facebook, precisa apenas usá-lo com bom senso – como deve ser usado, mesmo sem interesses profissionais.

  1. Mantenha um bom relacionamento com Headhunters

Mesmo quando e se não estiver interessado em uma nova posição, mantenha sempre um bom relacionamento quando um Headhunter entrar em contato com você. Lembre-se, que você está sendo lembrado e que o mundo dá voltas. Não é porque você não está precisando hoje, que não precisará amanhã. O mundo dá muitas voltas, já vi muita coisa acontecer nesse mundo corporativo e quem você tratava mal ontem, hoje você está pedindo emprego. É importante lembrar que independente de, pessoas são pessoas, que tem sentimentos e vão levar consigo a gratidão ou a ingratidão.

Esse bom relacionamento não precisa ser mantido somente ao receber uma ligação. No mundo atual, podemos criar bons contatos e relacionamentos através do mundo virtual, então utilize-se dos meios possíveis para fazer a sua parte, também.

Ao receber um contato de um Headhunter, seja cordial, positivo e educado. Apenas tenha cuidado em ter certeza que a pessoa de fato é um Headhunter e de sua real intenção. Você, também, não pode sair fornecendo informações de sua vida para qualquer pessoa desconhecida. Se importe em verificar a procedência do Headhunter e da empresa a qual ele representa, se é uma empresa séria em seu segmento.

  1. Mantenha seu currículo atualizado e em diferentes versões, se for o caso

Se você fala inglês e a posição que você ocupa ou almeja, geralmente, precisa do inglês, tenha duas versões prontas de seu currículo: uma português e uma inglês.

Mantenha-o atualizado: se você fez um novo curso interessante para sua área, adicione-o ao seu currículo. Não espere a oportunidade de enviar para uma vaga e parar para fazer uma revisão. Esteja preparado, algumas oportunidades não dão para esperar.

Se você tem duas áreas distintas de atuação, você pode preparar um currículo voltado para cada área. Você não irá omitir em nenhum deles alguma atuação, mas, irá potencializar a área para o qual aquele currículo está voltado. E, dependendo do seu nível de inglês, também o tenha em ambas versões: inglês e português.

Se você fala um terceiro idioma, mantenha também seu currículo neste idioma, ainda mais se for um idioma usual em sua área de trabalho ou atual empresa.

  1. Não falte entrevistas

Sabemos que de fato pode acontecer um imprevisto. Nesse caso, ligue e comunique o ocorrido com a máxima antecedência possível, fazendo isso você pode ter a chance de remarcar sua entrevista. Se você deixar passar e não der nenhuma satisfação, não espere que haja uma segunda chance para sua entrevista. 

Ao ser chamado para uma entrevista, não falte e dê importância a pontualidade. Priorize a entrevista, a outros compromissos que podem ser adiados. Tudo é avaliado num processo seletivo, inclusive o comprometimento do profissional. Boa sorte!

Boa semana!

Fiquem com Deus!

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email