O horário de funcionamento estendido e a maior flexibilização das atividades nos shoppings centers levaram os consumidores às compras no último fim de semana por conta do Dia dos Pais.  O balanço é positivo para os representantes do setor. Alguns segmentos apresentaram crescimento nas vendas em torno de 10% e consideram a data a melhor pós-pandemia. 

Para o superintendente do Sumaúma Park Shopping, Bruno Barros, as medidas de flexibilização uma semana antes do Dia dos Pais motivou o movimento no centro de compras. “Seguindo todos os protocolos de sanitização, o Sumaúma Park Shopping recebeu os clientes e o movimento superou as expectativas

Segundo ele, os resultados obtidos foram frutos do horário diferenciado, tido como importante para evitar aglomeração e as compras presenciais foram feitas com responsabilidade e segurança. 

Considerando que o Dia dos Pais é uma data que vem crescendo, a exemplo do ano passado, quando as vendas também superam as expectativas. Ele diz que percebeu ainda uma reação em todos os segmentos, ou seja, uma recuperação em curso. “Resultado positivo que agrega valor não somente ao shopping, como também à economia do Estado”. 

Conforme o balanço da Abrasce (Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce), a região Norte do país, com 100% dos shoppings reabertos desde a semana de 20/07 a 26/07, foi a primeira região a registrar resultado positivo de vendas deste o início da análise. Na semana do Dia dos Pais, houve aumento de 4,3% em relação ao período pré-pandemia, o melhor desempenho entre todas as regiões do Brasil. “Embora as perdas acumuladas no período de 02/03 a 09/08, ainda se situem em um patamar elevado, de 51,4%, a semana do Dia dos Pais trouxe a região de volta aos patamares normais do mercado”, afirma Glauco Humai, presidente da Abrasce.

O presidente da Alasc (Associação dos Lojistas do Amazonas Shopping Center), André Gesta, concorda que o consumo foi encorajado pela reabertura dos ciclos das atividades em sua totalidade. “Em comparação ao Dia dos Namorados, o movimento foi bem maior. No mês de junho às pessoas ainda estavam bastante receosas para sair, inclusive, para voltarem a frequentar shoppings. Naturalmente a gente vê o consumidor retornando e ganhando confiança”. 

Dentro de um cenário em que gradativamente as coisas estão normalizando, o desempenho do setor é o termômetro para as datas comemorativas que estão por vir.  “A data para maioria das operações foi bem satisfatória. É lógico que muitos segmentos ainda não obtiveram resultados como o ano passado, mas já registram um leve crescimento e é um mercado novo, diferente, porque hoje o consumidor está indo ao shopping realmente para comprar, mas como eu disse, aos poucos vamos retomando a vida. No geral, eu observo os lojistas bastante otimistas e reafirmo que a o Dia dos Pais nos surpreendeu”. 

Nacional 

De acordo com a Abrasce, na semana do Dia dos Pais (03 a 09 de agosto) as vendas nos shopping centers apresentaram queda de 28,4% em relação ao período equivalente pré-pandemia, conforme Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA), desenvolvido em parceria com a Cielo.O resultado representa uma recuperação significativa em relação à semana anterior (27/07 a 02/08), quando as perdas foram de 44,8%, além de ter sido o melhor resultado ao longo de todo o período analisado, com início em 02/03. Levando-se em consideração apenas as lojas de shopping que comercializam produtos tipicamente de presentes, a queda foi de 32,5% na semana do Dia dos Pais em relação a data comemorativa do ano passado. O índice mede as vendas do “varejo total”, com quebra por lojas de shopping center e rua.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email