Dia dos Pais movimenta economia local

Considerada a quarta data mais lucrativa para o comércio brasileiro, o Dia dos Pais movimentará R$ 47,8 milhões na economia da cidade de Manaus, segundo pesquisa da CDL-M (Câmara de Dirigentes Lojistas de Manaus). O valor é 19,83% inferior aos números de 2008, configurando diminuição de R$ 11,8 milhões. A data só perde em volume de negócios gerados para Natal, Dia das Mães e Dia dos Namorados, respectivamente.
Entre os produtos apontados como impulsionadores das vendas na data estão os itens do vestuário e eletroeletrônicos, com 45,5% e 16,1% de intenção de compra. Os relógios ficaram na terceira colocação com 15,1%.
Denominada “Intenção de compras para o Dias dos Pais”, a pesquisa da CDL-M determinou que as clientes da classe social A, têm maior interesse por calça, camisas, meias e cuecas (45,7%), relógios (15,2%) e livros (8,7%). Na classe B destacam-se os itens do vestuário (36,4%), relógios (15,2%) e celulares (11,3%).

Preferência do consumidor

Os aparelhos de telefonia móvel aumentam na preferência do consumidor conforme diminui o poder aquisitivo da família. O interesse das classes D e E são de 13,4%, seguidos de 11,3% da classe C; e 11,3% e 6,5% pelas classes B e A, respectivamente.
Já o produto relógio apresenta uma ótima perspectiva de demanda, sobressaindo-se nas Zonas Norte (15,1 %) e Leste (14,4%). O item mais procurado (vestuário) tem destaque nas zonas oeste (47,7%) e centro-sul (45,5%).
O presidente da ACA (Associação Comercial do Amazonas), Gaitano Antonaccio, considera a falta de promoções como um fator agravante para “uma possível queda no índice de vendas”.

Ampliação das vendas

“Se as lojas não investirem com promoções pode haver um decréscimo nas vendas de até 10%”, declarou Antonaccio, que estimou ampliação de até 5% nas vendas no comércio da cidade, para os segmentos de vestuário, bens de informática e perfumaria.
Com 14 lojas do Estado do Amazonas, a rede Bemol prevê aumento de 5% no índice de vendas e aposta nos relógios como principal produto deste ano. “Estamos com várias promoções para relógios, eletrônicos, celulares e ferramentas, com destaque para os relógios”, afirmou a gestora de marketing, Sheila Sobreira, que também informou a ausência de contratações para atender o aumento das vendas.
Os homens têm a segunda maior intenção em presentear neste ano, representado 32,5% dos consumidores pesquisados, enquanto as mulheres continuam em primeiro lugar, com 37,5%. Eles preferem os produtos tecnológicos e elas, roupas e calçados.

Dinheiro é principal forma de pagamento no comércio

A principal forma de pagamento apontada é o dinheiro, com 76,6% dos entrevistados. O cartão de crédito ficou com apenas 18,5% das formas de pagamento.
“Neste ano teremos uma promoção que vai dar um presente para os pais, em cada compra cumulativa de R$ 250”, disse a presidente da Alasc (Associação dos Lojistas do Amazonas Shopping Center), Mercedes Braz. Ela contou que o centro de compras estima aumento de 10% no volume de vendas no período.
“Muitas lojas estão contratando funcionários temporários para esta última semana de julho e a primeira quinzena de agosto. Aqueles que se destacarem serão aproveitados pelas empresas e treinados para o Dia das Crianças e Natal”, assegurou Mercedes.
A pesquisa mostrou que os presentes cujo preço varia entre R$ 21 e R$ 50, são de interesse dos residentes nas Zonas Sul, Leste e Oeste. Os presentes avaliados entre R$ 51 e R$ 100 são mais procurados pelos moradores das regiões Oeste e Cetro-Sul da cidade. A zona Norte está 22,9% das intenções de compra dos presentes situados entre R$ 101 e R$ 200.
A responsável pelo setor de marketing das lojas City Lar, Silvana Lima, disse acreditar que os computadores portáteis são a “grande aposta deste ano para o Dia dos Pais”. “Esperamos alavancar a venda de notebooks e para isso os produtos já estão com preços promocionais, além dos celulares e televisores de LCD (Tela de cristal líquido, na sigla em inglês)”.
Silvana falou ainda, que a loja espera crescer 12% em relação às vendas da data comemorativa. “Nossa projeção aponta elevação de 20% para a comercialização de telefones celulares”, contou. A empresa tem 21 lojas no Amazonas e 200 no Brasil.
O gerente de marketing da loja de móveis Stokcasa, Paulo Ricardo Sachs, está animado com a aproximação da data disse que haverá vários lançamentos na loja. “Neste ano nós teremos o lançamento de vários conjuntos de móveis inteligentes. São móveis funcionais projetados especialmente para homens”. Sachs espera crescimento de 10% no nível de vendas, sobre o mesmo período do ano passado e adianta que as três unidades existentes na cidade não contrataram funcionários.
Os clientes da zona norte escolheram o centro de Manaus como principal local de compra, com 77,4% dos votos. O comércio dos bairros das Zonas Leste e centro-oeste estão no lugar da escolha dos clientes da capital amazonense. Os shoppings são os espaços preferidos pelos entrevistados das zonas centro-sul (35,8%); centro-oeste (33,9%) e norte (31,4%).

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email