Dia do Agente de Viagem foi comemorado dia 22 de abril e foi interessante saber que o setor se mantém de pé acreditando em novas possibilidades após a quarentena passar. A pandemia do coronavírus tem criado especulações sobre como será o “turismo pós-Covid-19” e, principalmente, sobre como as pessoas vão sair desse momento. Entendo que a maioria sairá com a criatividade bem mais aguçada pelo novo horizonte que se aproxima. Não de pode afirmar, como temos assistido pelas redes sociais, que o turismo sustentável e o ecoturismo serão tendências no próximo momento, portando é necessário exercitar a multiplicação dessas tendências. Mesmo não tendo certeza do que virá, é a hora certa de empresas, destinos e organizações educarem e conscientizarem os viajantes que estão isolados e buscando informações por aí. O Turismo Sustentável, a partir de agora, poderá ter seu verdadeiro significado, tendo a segurança e o respeito intrínseco pela preservação do meio ambiente.

Questionando alguns empresários do Amazonas, sentimos uma união no trade turístico, com esperanças voltadas para que os políticos eleitos se dediquem a solucionar os gargalos de transporte aérea que iria flexibilizar o turismo em cada região.

Ouvimos alguns especialistas sobre sugestões e ações empreendedidas agora e para o futuro. Observe as respostas de cada entrevistado:

1) Qual a sugestão que o Amazon Cluster daria para os associados nesse momento de pandemia?

Resposta de Ricardo Pedroso, presidente da Amazon Cluster de Turismo – Pediria a todos para terem calma. Muita calma. Que aproveitem esse período para ler, tem muita publicação boa sobre a crise e o pós crise. Seja realista, isso vai passar, mas até lá precisamos sobreviver. Reduzir custos, repactuar contratos, agir humanamente com seus colaboradores aproveitando a ajuda do Governo. Não pense em como vai recuperar o que está perdendo hoje e sim como será a vida na nova fase do planeta, quem sabe com mais valor ao ser humano e menos ao consumo. Tirar proveito das oportunidades, novos nichos aparecerão, mas por hora, cuide de você mesmo e do próximo. Fique em casa.

2) Quais as ações conjuntas que estão sendo articuladas com os associados Amazon Cluster de Turismo?

Resposta – Sobre as ações do Amazonas Cluster de Turismo nesse período, trabalhamos em conjunto com Amazonastur, Manauscult e Associações, além de interações individualmente, sempre buscando apoio emergencial junto as esferas governamentais, como isenção do Alvará Municipal 2020, redução do ICMS sobre a energia, Nota Técnica do Procon Amazonas em sintonia com a MP 948, linha de crédito especial para o Turismo pelo FTI – Fundo do Turismo e Infraestrutura,  bem como manter informados os Associados sobre as linhas de crédito disponíveis em primeira mão. Deixamos também facultativo o pagamento da mensalidade dos meses de abril, maio e junho. O grupo está crescendo com mais associados, ainda mais unidos e compartilhando informações. Essa é a maneira em que todos, pequenos ou grandes, tenham acesso ao conhecimento e possam seguir adiante.

3) Na sua opinião a retomada do setor turístico se dará por qual segmento? Lazer, corporativo ou doméstico?

Resposta de Maria Helena Fonseca, conselheira da ABAV Amazonas – Eu acompanho a visão da ABAV Nacional e reitero a Presidente Magda Nassar. Devido a demanda reprimida por causa do período de isolamento, a tendência será as viagens de lazer em períodos curtos, para destinos domésticos próximos da sua localidade (origem), sendo que, as regionais devem prevalecer.

O corporativo, na medida em que forem essenciais para os negócios, mas em menor escala.

E quanto ao doméstico, eu acredito e torço para que seja feita uma campanha pelo Governo Federal,

Sensibilizando as pessoas a viajarem internamente (dentro do Brasil) para restabelecer e dar sustentabilidade ao “Trade Turístico” e assim, movimentar a economia do país.

4) Quais as novas práticas que o hoteleiro manauara está aplicando ao seu cliente, em virtude dessa pandemia?

Resposta de Aquilles Fernandes, diretor comercial do grupo amazonense, Rede Manaus Hotéis – A missão da nossa empresa neste momento é renegociar com equilíbrio diretamente com os clientes, dando-lhes oportunidades de propor negociação, principalmente com os grupos de pesca que eram os expoentes para este ano de 2020. Os quatro hotéis da rede (Manaus Hotéis Millennium, Hotel Express Vieiralves, Hotel Adrianópolis All Suites, Mercure Manaus)

conseguiram as transferências das reservas dos grupos em 65% para outras datas. Desta forma conseguimos manter o nível de parceria nacional e internacional com as operadoras, agentes de viagens e empresas. Estamos mantendo a equipe com férias coletivas e não pensamos em demissão. O apoio recebido do governo federal foi substancial e acreditamos que o futuro será muito melhor.

Como avalia o papel da Abav e do agente de viagens nesses dois primeiros meses de crise? Onde houve acertos? Onde pode melhorar?

Resposta de Magda Nassar, presidente Abav Nacional – Eu tenho dito que os agentes de viagens são também os grandes heróis desta crise, que mesmo com o faturamento completamente comprometido, sem qualquer expectativa de vendas neste momento, têm se mantido 100% operacionais no atendimento aos seus clientes – e até dos que não são clientes, como já mencionamos – trabalhando jornadas dobradas para dar vazão ao atendimento necessário. E buscar a sustentabilidade dessas empresas tem concentrado todos os esforços da Abav nos últimos dois meses.

Partimos de cinco medidas emergenciais de enfrentamento em que mobilizamos os ministérios do Turismo, da Economia, do Trabalho e da Justiça na elaboração das medidas provisórias – e agora na pressão para a votação nas devidas instâncias – e temos dialogado quase que diariamente com instituições financeiras, buscando a abertura de canais e atendimento às nossas agências de viagens interessadas nas linhas de crédito disponíveis. Estamos atuando em todas as frentes possíveis e assim seguiremos durante a travessia desta que é, seguramente, a maior crise da nossa geração. Nosso maior acerto foi despertar o reconhecimento do mercado sobre a relevância do papel das agências de viagens dentro do setor.

Fonte: Soraya Cohen

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email