Desvalorização de automóvel é menor nas concessionárias

A realização do sonho de ter um carro zero quilômetro pode se tornar uma dor de cabeça na hora de trocá-lo. Isto porque a escolha do veículo deve ser muito bem pensada, uma vez que a desvalorização, diferença entre o que se pagou e o quanto ele vale agora, é diferente pra cada modelo. Em um país onde o carro novo mais barato custa cerca de 60 salários mínimos, todos os fatores devem ser levados em conta.
Entre os especialistas não há consenso sobre um índice anual de depreciação dos veículos. Em geral, o carro sofre a maior desvalorização no primeiro ano, entre 20% e 30%, e se reduz gradualmente, estabilizando-se a partir do quarto ano, com um índice anual de 10%.
No entanto, outros fatores pesam na hora da venda além da depreciação, como a quantidade de quilômetros rodados, o estado do veículo, o uso que é feito dele (passeio ou serviço), por exemplo. Até a cor do carro influencia no momento da revenda.
A troca por veículos numa concessionária da própria marca, muitas vezes, é a opção de muitos para não perder dinheiro.
Entre os carros populares com preços mais baixos disponíveis no mercado, está o Uno Mille, que pode ser encontrado em concessionária de Manaus por R$ 23.990, em sua versão 2007/2008 básica, com motor 1.0 e duas portas, sem opcionais. O modelo anterior, 2007/2007 é comercializado a R$ 22.470, o que representa uma variação de apenas 6,8%.
Em comparação com outros dois modelos muito procurados no mercado nacional (o próprio Uno Mille, da Fiat, e o Celta Life, da Chevrolet), o Gol, carro líder do mercado de veículos populares há vinte anos, apresenta a maior variação. O Volkswagen geração 4, modelo 2007/2008 custa 10% a mais que o modelo anterior – 2007/2007. Em concessionária o veículo novo sai por R$ 27.490 em sua versão básica, com motor 1.0, duas portas e sem opcionais, contra os R$ 24.990 do anterior.
O Celta Life, considerado um carro com grande poder de revenda, apresenta de 8,6%. Na revendedora, o veículo modelo 2007/2008, duas portas, motor 1.0 e sem opcionais custa R$ 24.990. O modelo anterior, 2007/2007, pode ser encontrado por R$ 23 mil.

Emplacamentos do período

Segundo dados da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), entre os carros novos mais vendidos emplacados nesse ano, o Gol chegou a marca de 130 mil unidades nos primeiros sete meses em todo o Brasil, sendo 1.871 no Amazonas. O Uno e do Celta ficaram na faixa de 68 mil unidades cada no território nacional, sendo 438 e 648 no Estado, respectivamente.

Até a cor influencia na depreciação

Na hora de escolher o carro novo, o fator desvalorização deve ser muito bem avaliado. No caso de carros novos, o custo com manutenção é, via de regra, baixíssimo, o que significa que pode ser vantagem trocar de carro em um período médio de dois anos, já que quanto mais velho o carro, maiores os gastos para mantê-lo. Gasta-se cada vez mais num produto que vale cada vez menos. No entanto, se o veículo faz poucas visitas à oficina e tem peças baratas, o proprietário pode estar no lucro, já que justamente os dois primeiros anos é o período em que a desvalorização é maior, podendo chegar a 25% se for um sedã de luxo.
A cor é outro fator delicado a ser observado. Cores vivas, como amarelo, laranja e vermelho devem ser evitadas se o objetivo não for passar muito tempo com o veículo.
O preto também é uma cor delicada, pois os riscos na pintura são facilmente notados, e é difícil mantê-lo limpo. O que essa cor tem de positivo é seu ar sofisticado. Para quem planeja trocar de carro sem dor de cabeça, deve fugir de carros com a cor dos táxis, nesse caso, branca.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email