Desmatamento na Amazônia atinge área de 123 km² em maio

O desmatamento na Amazônia em maio atingiu uma área de 123 quilômetros quadrados (km²), de acordo com relatório do Deter (Sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real), divulgado pelo Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais).
Em relação aos dados de maio de 2008, quando o Inpe registrou 1.096 km² de desmate, houve queda resgistradas de 88%.
A cobertura de nuvens na região no período permitiu a visualização de 38% da área, situação melhor do que nos três meses anteriores, quando os satélites só conseguiram observar cerca de 20% da floresta por causa das nuvens.
Mato Grosso voltou a liderar a lista de maiores desmatadores, com 61,2 km² de florestas derrubadas em maio, cerca de 50% do total verificado no mês em toda a região.
No entanto, o Inpe pondera que a taxa de desmate foi elevada por causa da baixa quantidade de nuvens sobre o território mato-grossense, diferentemente do que ocorreu em outros Estados.
O Amapá, o Pará, o Amazonas e o Acre não puderam ser monitorados adequadamente, pois apresentaram alto índice de cobertura de nuvens no período.
O estado de Mato Grosso foi o que apresentou melhor oportunidade de observação, e também onde a maior área de alertas foi mapeada, ressalta o relatório.
Em Roraima foram desmatados 17,7 km² e no Maranhão, 17,6 km².
Os Estados de Rondônia e do Pará, que ocupavam os primeiros lugares nos últimos rankings, só aparecem em seguida, com 11,7 km² e 10,5km² de devastação, respectivamente.

Corte raso

A medição do Deter considera as áreas que sofreram corte raso (desmate completo) e as que estão em degradação progressiva.
O sistema serve de alerta para as ações de fiscalização e controle dos diversos órgãos ambientais.
De agosto de 2008 até maio de 2009, o Deter já registrou 2.957 km² de desmatamento na Amazônia. No período anterior (agosto de 2007 a maio de 2008) a soma foi de 6.952 km².
A redução verificada pelo Deter pode sinalizar queda na taxa anual de desmatamento, medida pelo Prodes (Projeto de Monitoramento do Desflorestamento na Amazônia Legal). O número atual é de 11,9 mil km².

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email