Design amazônico ganha prestígio

Peças com fino acabamento, tecnologia, sustentabilidade e sofisticação produzidas pelo Núcleo de Design Tropical da Amazônia da FUCAPI (Fundação Centro de Análise, Pesquisa e Inovação Tecnológica) chamaram a atenção no maior evento de decoração mundial: ‘A Maison&Objet’, em Paris. Os produtos representados com exclusividade pela empresa Native Original, revendedora exclusiva das peças, rendeu premiação internacional na Feira que terminará nesta terça-feira, 10/09.
De acordo com informações da sócia-proprietária da Native, Rozana Trilha, a beleza e a qualidade dos produtos, somados aos benefícios sociais do Projeto ainda têm muito para crescer, inovar e contribuir para o desenvolvimento sustentável da Amazônia. Dos três mil expositores do evento somente oito empresas se destacaram, a premiação foi um reconhecimento feito por um site francês que avaliava o design e a qualidade dos produtos “Fiquei muito emocionada com o prêmio que recebemos”, declarou Rozana Trilha.
É o maior evento de decoração do mundo. O diferencial é que não é restrito somente para compradores europeus, mas de todos os continentes. Acontece duas vezes por ano (janeiro e setembro) e conta com mais de 3 mil expositores. Entre os países para os quais a Native já exportou estão Suíça, Itália, França, Espanha, Estados Unidos e Alemanha.
Em 1987, a FUCAPI implantou o primeiro Núcleo de Design na Amazônia. Deste surgiu, em 1999, o Projeto Design Tropical da Amazônia, que reúne o trabalho de designers, técnicos e artesãos para desenvolver e produzir artefatos, elaborados com identidade regional, que geram emprego e renda nos municípios. Esses produtos são desenvolvidos no Laboratório de Produtos Florestais recém-inaugurado da Fundação.
A matéria-prima é totalmente legalizada nos órgãos ambientais. E por meio do projeto mais de 700 artesãos já receberam capacitação – o que contribuiu para resgatar e valorizar técnicas e habilidades artesanais tradicionais, inclusive na técnica de marchetaria.
O resultado disso são peças com alto valor agregado como a fruteira girassol – premiada internacionalmente – feita com madeira usada nos estaleiros da região: a itaúba. Outro ponto forte do projeto é a terceirização dos serviços, realizada com associações de diferentes municípios do Estado. Existem também os projetos de Design de Interiores que dão aos espaços a identidade da Amazônia, de forma requintada.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email