Desempenho do setor mostra reação diz Abinee

As empresas do setor eletroeletrônico continuaram sofrendo os impactos da crise financeira em maio, mas com indicações de que os negócios melhoraram em relação ao mês anterior, revela sondagem da conjuntural do setor divulgada pela Abinee (Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica).
De acordo com a entidade, 8% das empresas consideraram que os efeitos da crise pioraram em relação ao mês anterior, o que confirma a tendência de redução em relação às últimas pesquisas. Em fevereiro, o porcentual estava em 31%, no mês seguinte caiu para 24% e, em abril, 20% das empresas sentiram piora nos negócios.
A sondagem aponta que 41% das empresas do setor eletroeletrônico indicaram crescimento nas vendas e encomendas na comparação com abril, 35% apresentaram estabilidade e 24%, redução.
Apenas 1% das companhias informaram cancelamentos de pedidos em carteira, 30% indicaram reprogramações e 69% tiveram as encomendas mantidas no mês passado –maior patamar desde o início da crise, segundo a Abinee.
Em relação aos empregos, a sondagem indicou um aumento nas empresas que revelaram aumento do número de trabalhadores, de 8% em abril para 12% em maio.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email