Desconto do IPI vai gerar recorde de vendas de veículos em 2010, prevê Mantega

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, prevê recorde de emplacamentos de veículos neste mês, último do ano com IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) reduzido, projetando o emplacamento de 310 mil unidades.
“As vendas começaram 2010 bastante boas, contrariando a sazonalidade de começo de ano”, afirmou na terça-feira em almoço oferecido pela Anfavea (associação das montadoras), referindo-se à venda de 221 mil automóveis, comerciais leves, ônibus e caminhões em fevereiro, o melhor resultado para o mês da série histórica.

Se a marca se concretizar, março ultrapassará o desempenho de setembro passado, que detém o melhor resultado mensal até agora. “O brasileiro deixou de ir para o Carnaval para comprar carro, contrariando a sazonalidade”, disse o ministro.

Mais uma vez, o discurso de Mantega lembrou a reversão dos efeitos da crise econômica mundial devido às medidas tomadas pelo governo federal. “Fomos muito bem sucedidos. Estimulamos crédito, reduzimos tributo e o resultado está aí”, completou, ressaltando que o crescimento de 11% nas vendas de veículos no ano passado foi “extraordinário para um ano de crise”.
O Brasil é atualmente o quinto maior mercado mundial da indústria automobilística e “vamos buscar o quarto lugar”, segundo o ministro. “As perspectivas para 2010 são muito boas. O Brasil já está crescendo a um ritmo acima de 5%”.

Às vésperas da volta do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) à alíquota original, as vendas de veículos registraram em fevereiro o melhor resultado para o mês na história da indústria automobilística, com o emplacamento de 221 mil unidades, de acordo com os dados obtidos pela Folha Online.
O resultado superou o contabilizado em 2008 (200,8 mil), que detinha a maior marca até então, e representa um acréscimo de 10,9% nos emplacamentos no confronto com fevereiro de 2009, quando o desempenho do setor automotivo foi afetado pela crise econômica mundial.
Na comparação com janeiro deste ano, os licenciamentos também registraram aumento (3,6%) apesar da diferença entre a quantidade de dias úteis devido ao feriado de Carnaval.

No primeiro bimestre, foram vendidos 434,3 mil veículos, o que engloba automóveis, comerciais leves, ônibus e caminhões, com expansão de 9,5% no comparativo com o mesmo intervalo em 2009.
A Fiat lidera as vendas no primeiro bimestre, com 21,6% dos emplacamentos, seguida de perto pela Volkswagen (20,5%) e pela General Motors (19,9%).
Março é o último mês com redução de IPI para carros a álcool ou flex.

Aqueles de mil cilindradas terão a alíquota mantida em 3% até o dia 31 e depois voltam ao percentual de 7%.
Já os de até 2.000 cilindradas passarão de 7,5% para 11%. Para caminhões, a isenção do tributo permanece até junho, quando a alíquota retorna a 5%.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email