14 de abril de 2021

Descarte Correto promove Gincana Verde para recolher lixo eletrônico em Manaus

Com o tema “Lixo tecnológico: somos todos responsáveis”, empresa promove a correta destinação de resíduos

Trocar eletroeletrônicos fora de uso por créditos verdes, que serão utilizados para equipar Centros de Inclusão Digital. Essa é a proposta da Semana do Descarte Correto, promovida pela empresa social de mesmo nome. A destinação poderá ser feita entre os dias 10 e 14 de dezembro, em diversos postos de coleta distribuídos pela cidade de Manaus.
“Receberemos notebook, desktops, celulares, periféricos exceto monitores, nobreaks e estabilizadores”, explica Lucas Simão, responsável pelo desenvolvimento Institucional da Descarte.
A proposta da Semana é mobilizar os vizinhos dos Centros de Inclusão atendidos pela Descarte e conscientizar para a correta destinação do e-lixo. “A pessoa que está descartando escolherá uma comunidade e destinará os pontos aos Centro de Inclusão Digital estão concorrendo a prêmios”, explica Alessandro Dinelli, também sócio da organizadora.
A premiação para os Centros com maior número de pontos será, para o primeiro colocado, um Projetor Multimídia, ao segundo, um ano de internet (mil e duzentos reais), e ao terceiro, 15 cadeiras. Dinelli explica que a escolha dos prêmios está associada às necessidades dos locais de treianamento “São itens extremamente úteis para o funcionamento dos Centros de Inclusão Digital”.
“Ao entregar o lixo eletrônico, quem dá correta destinação protege o meio ambiente e ainda ajuda e manter ações de inclusão digital”, explica Lucas. Os postos de entrega funcionam em horário comercial. Após a semana, o REE recebido passará por manutenção reversa, vai da avaliação, desmontagem e separação por tipologia. Seu caminho seguinte pode ser uma empresa de reciclagem especializada e licenciada ambientalmente para destinação.
Especializada na gestão de resíduos eletroeletrônicos, o e-lixo, a Descarte Correto está há pouco mais de dois anos no mercado manauara. O trabalho surgiu da necessidade de manter Centros de Inclusão Digital, onde os sócios já trabalhavam há mais de 12 anos.
“Com uma crise econômica que resultou no corte de verbas para esse tipo de ação, nossas atividades acabaram diminuindo de volume, até surgir a ideia de recolher o lixo eletrônico para tentar recuperar as escolas onde já trabalhávamos”, relata Dinelli.
Observação: O descarte de monitores/tvs somente nos pontos de coleta das lojas Amazon Print ou no galpão da Descarte Correto.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email