Depósitos na poupança superam retiradas

Os depósitos nas cadernetas de poupança apresentaram no mês passado um volume superior ao das retiradas. Com isso, o investimento brasileiro mais tradicional registrou uma captação líquida de R$ 3,253 bilhões, segundo dados do Bacen. No ano, a diferença entre o total depositado e as retiradas é de R$ 15,534 bilhões.
Os depósitos em cadernetas de poupança são uma das fontes de financiamento para a compra da casa própria. Assim, maiores depósitos significam mais crédito para o setor habitacional.
A captação líquida de agosto é a diferença entre os depósitos de R$ 92,794 bilhões e as retiradas de R$ 89,541 bilhões. A caderneta de poupança iniciou o ano registrado um saldo de R$ 214,612 milhões. Em fevereiro, teve uma captação de R$ 1,188 bilhão e, no mês seguinte, de R$ 1,546 bilhão. Em abril, a captação foi de R$ 2,046 bilhões e, no mês seguinte, de R$ 1,365 bilhão. Em junho chegou a R$ 2,410 bilhões e em julho R$ 3,508 bilhões, a maior registrada no ano. No final de agosto, o total de depósitos da poupança somava R$ 212,776 bilhões, um crescimento de 11,7% em relação a dezembro (R$ 187,935 bilhões).

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email