Depois de recordes, preço cai em NY e Londres

O preço do petróleo caiu hoje em Nova York, perdendo mais de três dólares e, desta forma, deu fim à série de recordes um dia antes da publicação das reservas norte-americanas da commodity.

O barril de petróleo WTI para entrega em dezembro fechou a sessão a US$ 90,38 -US$ 3,15 a menos do que os US$ 93,53 de anteontem.

No Intercontinental Ex- change de Londres, o barril de Brent para entrega em dezembro perdeu US$ 2,88, fechando a US$ 87,44.

Mesmo assim, a alta dos preços do petróleo ainda são significativos: eles avançaram US$ 15 apenas nos últimos 45 dias.

O repique do mercado foi acelerado pela publicação de uma nota do banco de investimento Goldman Sachs, em que os analistas se mostram prudentes e aconselham vender a curto prazo.

“Recomendamos realizações de lucros e fechamos nossas posições amplas no WTI”, segundo a nota.

O mercado agora espera pela publicação das reservas de combustíveis nos Estados Unidos. Os analistas do setor esperam aumento de 400 mil barris no estoque de petróleo.

A Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) está “preocupada” com a escalada dos preços do petróleo, mas não considera aumentar a produção na reunião que fará em novembro, afirmou em Londres o presidente do cartel, Mohammed Bin Dhaen al-Hamli.

“Estamos preocupados com os altos níveis dos preços do petróleo”, disse Hamli no seminário “Dinheiro e Petró-leo”, em Londres. Às 15h31 (horário de Brasília), os contratos do petróleo cru para entrega em dezembro eram negociados na Nymex (Bolsa Mercantil de Nova York, a US$ 91,68, em queda de 1,8%.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email