Demanda do consumidor por crédito cresceu 16,6%

A quantidade de pessoas que procurou crédito durante o primeiro semestre de 2010 cresceu 16,6% em relação ao mesmo período do ano passado. É o que apontou o Indicador Serasa Experian da Demanda do Consumidor por Crédito que, na comparação com o mês de junho de 2009, acusou elevação de 4,1%.
Na comparação com o mês imediatamente anterior (maio de 2010), a procura do consumidor por crédito registrou queda de 10,2%. O fato do Dia das Mães (em maio) ser mais forte em termos de vendas a prazo, financiadas a crédito, do que o Dia dos Namorados (em junho), e a realização de jogos da seleção brasileira em 3 dias úteis de junho, contribuíram para o recuo da procura do consumidor por crédito no mês passado, avaliam os economistas da Serasa Experian.
Todas as faixas de rendimento pessoal mensal apresentaram avanços em suas demandas por crédito durante o primeiro semestre de 2010. O crescimento mais acentuado foi obtido pelos consumidores de menor renda, cujos ganhos mensais não ultrapassam os R$ 500,00 (alta de 26,6%). Em seguida, os consumidores com rendimentos mensais acima de R$ 10.000,00 avançaram 25,7% em sua procura por crédito nos seis primeiros meses de 2010. Já os consumidores com ganhos mensais entre R$ 5.000,00 e R$ 10.000,00 apresentaram crescimento de 21,2% em termos de demanda por crédito no primeiro semestre deste ano. As faixas intermediárias de rendimento também acusaram elevações, porém inferiores a 20% ao longo deste mesmo período de comparação.
A alta de 16,6% na procura por crédito durante o primeiro semestre de 2010 foi liderada pelos consumidores da região Nordeste 2010 (crescimento de 18,2%). O bom dinamismo desta região nestes últimos anos e a incidência maior de consumidores de baixa renda, que se destacaram em termos de busca por crédito neste semestre, são elementos que explicam a dianteira do Nordeste no ranking nacional da procura dos consumidores por crédito. Em seguida, o Sudeste com alta de 17,8% também registrou avanço significativo na demanda de crédito de seus consumidores. O Sul e o Centro-Oeste encerraram o primeiro semestre de 2010 com ritmos de crescimento muito parecidos (14,3% e 15,4%, respectivamente) e apenas a região Norte, com alta de 9,9%, acusou elevação abaixo de dois dígitos na procura por crédito de seus consumidores.
O Indicador Serasa Experian da Demanda do Consumidor por Crédito é construído a partir de uma amostra significativa de CPFs, cerca de 11,5 milhões, consultados mensalmente na base de dados da Serasa Experian. A quantidade de CPFs consultados, especificamente nas transações que configuram alguma relação creditícia entre os consumidores e instituições do sistema financeiro ou empresas não financeiras, é transformada em número índice (média de 2008 = 100). O indicador é segmentado por região geográfica e por classe de rendimento mensal.
A Serasa Experian é líder na América Latina em serviços de informações para apoio na tomada de decisões das empresas. No Brasil, é sinônimo de solução para todas as etapas do ciclo de negócios, desde a prospecção até a cobrança, oferecendo às organizações as melhores ferramentas.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email