2 de março de 2021

Demanda de empresas por crédito cai

Após cinco altas consecutivas, a procura das empresas por crédito recuou 4,3% em agosto na comparação com o mês anterior

Após cinco altas consecutivas, a procura das empresas por crédito recuou 4,3% em agosto na comparação com o mês anterior. De acordo com a Serasa Experian, a queda foi determinada pela diminuição de 4,5% na demanda de crédito das micros e pequenas empresas.
Segundo os técnicos da entidade, empresas desse porte ainda encontram dificuldades de acesso ao crédito, mas a situação deve se reverter com a entrada em operação do FGI (Fundo Garantidor de Investimentos). A menor quantidade de dias úteis em agosto, ante julho, também contribuiu para a redução.
No comparativo com o mesmo mês do ano passado, agosto apresentou recuo de 4%. No acumulado dos primeiros oito meses de 2009, a queda na demanda das empresas por crédito foi de 5,8% frente ao mesmo período de 2008 -o melhor desempenho no ano nesse confronto.
A região que apresentou a maior diminuição na demanda das empresas por crédito em agosto foi o Centro-Oeste (-9,2%), em relação ao mês anterior, seguida pelo Norte (-7,0%). No Nordeste, a queda foi de 3,6%, enquanto nas regiões Sul e Sudeste foram de 1,9% e 4,3%, respectivamente.
No acumulado do ano, as empresas da região Norte registram a menor queda na demanda por crédito (-1,4%). A região foi beneficiada pelas isenções tributárias concedidas pelo governo federal, especialmente para produção industrial de eletrodomésticos e motocicletas.
Na posição seguinte do ranking, aparece a região Nordeste, com retração de 2,8%. As empresas da região Sul foram as que mais sofreram queda no acumulado até agosto, com redução de 8,9% ante o mesmo período do ano passado.
Na divisão por porte, agosto foi marcado pela queda de 4,5% na procura por crédito das micros e pequenas empresas. Já as médias tiveram recuo de 1,3%, e as grandes apresentaram expansão de 0,9%. No ano, apenas as grandes empresas registram variação acumulada positiva, com alta de 1,7%. As médias empresas registram recuo de 4,7%, e as micros e pequenas, queda de 6%.
Na análise do Serasa por setor, Serviços recuou em 9,9% a sua demanda por crédito em agosto em comparação ao mês anterior. As quedas apresentadas pela indústria (-1,9%) e pelo comércio (-0,1%) foram bem menores. No acumulado do ano, os três segmentos registram redução oscilando em torno de 6%.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email