16 de abril de 2021

DEM vai ao TSE para impedir Lula de atuar

O DEM protocolou hoje no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) nova representação contra o presidente Luiz Inácio Lula da Silva por propaganda antecipada na festas do Dia do Trabalho realizada sábado, em São Paulo, pela CUT

O DEM protocolou hoje no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) nova representação contra o presidente Luiz Inácio Lula da Silva por propaganda antecipada na festas do Dia do Trabalho realizada sábado, em São Paulo, pela CUT. Para o DEM, Lula fez propagada para a candidata petista à Presidência, Dilma Rousseff.
Na representação, o partido lembra que Lula já foi multado duas vezes pelo TSE e estaria reincidindo na propaganda antecipada. “Não é de hoje que o primeiro representado (Lula) vem realizando propaganda eleitoral antecipada em prol da pré-candidatura do PT”, diz a representação protocolada hoje no TSE.
Para embasar a acusação, o DEM anexou à representação a íntegra do discurso de Lula na festa da CUT, no qual defendeu o sequenciamento do eu governo. No sábado, Lula participou das festas do 1º de Maio da Força Sindical, CGT/Nova Central/UTB, CUT e Sindicato dos Metalúrgicos do ABC.
Na festa do sindicato Lula deu a receita para que seu governo tivesse sequência: “Para que continue, todos vocês sabem o que têm que fazer”. Na festa da CUT, ele disse que poderia falar sobre eleições. Mesmo dizendo que não falaria de eleição, Lula defendeu a continuidade de seu governo. “Não é possível resolver o problema de 500 anos em oito. É preciso um sequenciamento. Dilma, você ouviu o que eu disse?”. No palanque montado pela Força, Lula fez uma menção indireta à pré-candidata petista. “Vocês sabem quem eu quero”, disse ele.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email