2 de março de 2021

De março a dezembro, DEHS realizou 140 prisões e sete operações policiais

A pandemia do novo coronavírus (Covid-19) afetou a rotina de muitos setores da sociedade, mas a Segurança Pública do Estado não parou. A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) continuou operando em 2020 em prol da sociedade manauara realizando prisões e operações durante todo o ano.

De acordo com dados da PC-AM, por meio da Gerência de Estatística, 598 ocorrências foram registradas na DEHS de março a dezembro de 2020. O delegado Charles Araújo, titular da Especializada, informou que nesse período foram realizadas, aproximadamente, 140 prisões pela delegacia, mesmo com a equipe reduzida por causa do avanço da doença no estado.

“Durante a pandemia, tivemos o afastamento de investigadores, escrivães e até delegados, seja por terem adoecido ou por terem que ser afastados por se encaixarem no grupo de risco. Mesmo com esse cenário, de março a dezembro do ano passado, a DEHS conseguiu cumprir a prisão de aproximadamente 140 indivíduos que estavam sendo investigados pelo crime homicídio”, destacou o delegado.

E o efetivo reduzido não interferiu no cumprimento do trabalho policial da DEHS. A autoridade policial enumera sete operações realizadas pela Especializada em 2020, sendo elas: “Nêmesis”, “Escudo”, “Overlord”, “Ad Sumus”, “Ftonos”, “Astreia” e “Valkyrias”. A última foi a operação realizada para prender Rafael Fernandes, 31, pelo crime de feminicídio praticado no dia 12 de maio do ano passado contra a modelo Kimberly Mota, que tinha 22 anos.

“Para realizar as operações e prisões diante do cenário da pandemia, foi preciso remanejar os recursos humanos e otimizar o tempo. Em paralelo, a equipe investigativa não parou e nem diminuiu o tempo de trabalho, sempre colocando em primeiro lugar os cuidados necessários para não se contaminar”, relembrou a autoridade policial.

O titular destacou, ainda, que a pandemia da Covid-19 reforçou a noção de como o trabalho policial é importante para a sociedade, independente do cenário. “Seguimos com nosso trabalho sempre mantendo a segurança da nossa cidade e do nosso Estado”, finalizou ele.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email