4 de dezembro de 2021

Datas sazonais devem aumentar em 20% contratações temporárias

Quem procura oportunidades em processos seletivos para vagas temporárias pode preparar o currículo. A Asserttem (Associação Brasileira do Trabalho Temporário) acabou de divulgar as projeções de vagas para o último trimestre do ano. Serão mais de 565 mil oportunidades em todo país. O que deve contribuir para que o ano termine com um saldo positivo de 20% a mais nas contratações em relação ao ano passado. As admissões devem estar concentradas no comércio e na indústria.

Puxados pelas datas sazonais como o Dia das Crianças, Black Friday e Natal, a geração de novos postos de trabalho deve impulsionar este formato de contratação. Para a diretora da regional Norte da Assertem, Cilene Campelo, em Manaus, historicamente a modalidade é a grande oportunidade para atender às demandas de final de ano. 

“Nos últimos meses sempre aumenta, mesmo com  a crise, a gente espera esse crescimento. Apesar dessa projeção ainda baixa,  as empresas continuam com o pé no freio, elas preferem contratar porque tem a possibilidade de desmobilizar, após aquele período. Essas empresas têm condições de acompanhar o mercado. Por isso sai mais barato”. 

Ela diz que cerca de 16% a 17% desses temporários acabam sendo contratados para o quadro fixo da empresa. “Ela consegue absorver  partes desses temporários. Essas empresas estão com muitas vagas em aberto. A gente acredita que esse percentual pode até aumentar”.  

Apesar da projeção baixa para o período sazonal, ela diz que é preciso ter cautela.  é bem cautelosa. “De qualquer forma vai ter aumento da demanda mas não como anos anteriores”. Ela destaca que Manaus tem grande  vantagem porque conta com o PIM (Polo Industrial de Manaus) o que é muito importante onde se fabrica muitas coisas e distribuídas para todo país. “A Zona Franca de Manaus produz para o país inteiro. Nesse aspecto, o Amazonas tende a sair na frente em relação aos outros estados”. 

Fortalecendo o mercado

A entidade prevê que os meses de outubro, novembro e dezembro devem as mais de  565 mil vagas temporárias, que devem superar as 471.300 vagas de 2020. “Trata-se de uma projeção cautelosa devido à insegurança econômica que as empresas ainda enfrentam por causa da pandemia da Covid-19”, afirma o presidente da associação, Marcos de Abreu.

De acordo com ele, muitas empresas estão com receio das dificuldades que se apresentam na economia brasileira. “Mas, é fato que quando elas conhecem a modalidade do Trabalho Temporário se arriscam mais”, diz. “As empresas entenderam que não é preciso ter medo de contratar temporários, pois se termina sua necessidade, encerra-se o contrato. Cenário que não é possível quando se trata de um empregado efetivo, pois a burocracia é muito maior”, completa.

Para Abreu, o Trabalho Temporário ajuda as empresas nesse momento de incerteza por ser uma opção formal de contratação, rápida, mais acessível financeiramente, flexível e que garante segurança econômica e jurídica tanto para os trabalhadores quanto para os contratantes.

“Temos observado que ao se apoiarem na modalidade e perceberem que as coisas caminham dentro do esperado, as empresas acabam efetivando esses profissionais. Tanto que a taxa de efetivação de temporários segue em 22%, um número expressivo”, explica.

Setores e datas sazonais

Segundo a Asserttem, 60% das contratações temporárias deste último trimestre serão impulsionadas pela Indústria, seguido de 25% do setor de Serviços e 15% pelo Comércio.

“Apesar da reabertura, o Comércio segue cauteloso com relação às contratações. Porém, ainda há uma oportunidade de alta, visto que o setor está desabastecido de trabalhadores devido à pandemia”, frisa Abreu.

O presidente da associação reforça que, neste ano, o setor da Indústria voltou a surpreender pelo volume de contratações temporárias, mantendo-as em alta por todos os meses. “Mas, a partir de novembro, acreditamos que teremos um arrefecimento das contratações por este setor”, comenta.

Com relação ao Natal de 2021, além da possível alta nas contratações temporárias pelo Comércio, a associação  projeta um crescimento de vagas pelo setor de Serviços. “Acreditamos que o ano se encerre com destaque deste setor, principalmente no que se refere aos Serviços Pessoais, como hotéis, empresas de aviação, salões de beleza, clínicas médicas, que estão contratando e devem efetivar grande parte destes temporários “, conclui Abreu.

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email