Dados apontam otimismo no turismo da África do Sul

A África do Sul teve um aumento de 34% nos gastos de turistas estrangeiros durante o primeiro trimestre de 2010 e já antecipa uma excelente oportunidade de crescimento decorrente da realização da Copa do Mundo FIFA 2010T. Esses dados são do relatório da Visa Inc, Outlook Turismo: África do Sul, que analisa as despesas dos últimos dois anos dos portadores de cartão Visa.
Os dados do VisaVue Travel indicam que a África do Sul resistiu de forma superior a crise econômica que o turismo internacional teve no ano de 2009, em comparação a maioria dos outros países.
Enquanto muitos viram quedas de dois dígitos nos gastos de turistas, os gastos por usuários de cartões Visa que visitaram a África do Sul diminuíram apenas 2,7%. O valor que era de US$ 1.84 bilhão em 2008 foi para US$1.79 milhão em 2009. Apesar do clima desafiador em 2009, 2010 já mostrou razões para o país continuar otimista.
Durante o primeiro trimestre desse ano, as despesas com cartão Visa aumentaram para aproximadamente US$ 566 milhões, superando os US$ 423 milhões do primeiro trimestre de 2009.
Os países que tiveram mais gastos em relação ao turismo na África do Sul foram: Reino Unido (26%), Estados Unidos (15%), Moçambique (5%), Alemanha (4%) e França (4%).
Enquanto os viajantes da Europa Ocidental e os dos Estados Unidos continuam a ser os que mais contribuem para o turismo sul-africano, um aumento significativo dos gastos dos titulares dos mercados emergentes é um indicativo da crescente visibilidade da África do Sul como destino turístico. A Visa apurou os dados de crescimento na casa dos três dígitos nos gastos por titulares originários de: Malawi (168%), Moçambique (118%), Angola (115%), China (28%) e Botswana (18%). Este significativo crescimento pode ser atribuído também à evolução dos pagamentos de infraestrutura e maior adoção e uso da moeda digital por parte dos consumidores nos mercados em desenvolvimento.
Só no ano de 2010, a África do Sul espera receber mais de 370 mil turistas para os jogos da Copa. Espera-se que o mês do campeonato injete 93 milhões de rands – moeda africana – na economia da África do Sul, traduzindo em crescimento no PIB de 2.0 a 2,5%

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email