Custo de vida em SP sobe mais para os pobres

O custo de vida no município de São Paulo acumulou alta de 4,8% em 2007, a maior desde 2004, quando foi de 7,7%, segundo cálculo divulgado pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos). Em dezembro, a taxa foi de 1,9%, a maior expansão desde julho de 2004 (1,21%).

A alta dos preços dos alimentos foi a principal responsável pela elevação do ICV (Índice de Custo de Vida) no ano passado. Ao longo de 2007 o grupo alimentação subiu 12,48%, com uma contribuição de 3,15 pontos percentuais na taxa geral.

Os demais grupos responderam por apenas 1,65 ponto percentual na inflação no ano. De dez categorias acompanhadas pelo Dieese, oito apresentaram elevação de preços em 2007, com destaques para Educação e Leitura (alta de 6,27%) e Despesas Pessoais (com elevação de 6,11%). Os dois grupos que registraram deflação foram Equipamento Doméstico (-1,97) e Vestuário (-2,12%).
Segundo o Dieese, a inflação voltou a pesar mais para as famílias pobres.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email