Custo da habitação sobe e inflação acelera

O IPC (Índice de Preços ao Consumidor) no município de São Paulo registrou alta de 0,43% na segunda quadrissemana de agosto -30 dias até 15/08-, com a pressão dos custos da habitação. Trata-se do maior índice desde a segunda leitura de fevereiro deste ano, quando a alta foi de 0,45%. Os dados foram divulgados pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas).
A categoria Habitação teve alta de 0,94%, contra alta de 0,23% no fim de julho. Trata-se do maior índice nessa categoria desde a terceira leitura de setembro do ano passado, quando a alta foi de 0,97%.
Na segunda leitura de julho o índice apontava deflação de 0,11%. Os preços na categoria Alimentação tiveram alta de 0,26%, uma desaceleração em relação à alta de 0,39% vista na abertura deste mês.
Na categoria Transportes os preços subiram 0,10%, abaixo da alta de 0,19% na leitura inicial de agosto. A categoria Saúde registrou alta de 0,49%, abaixo do 0,65% na abertura de agosto.
Na categoria Vestuário, por sua vez, os preços tiveram deflação de 0,10%, ligeiro avanço em relação à abertura do mês, quando a deflação estava em 0,19%. A categoria Despesas Pessoais registrou ligeira alta de 0,09% na segunda leitura de agosto, contra alta de 0,11% na leitura anterior.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email