Cursos preparatórios registram alta demanda

Com a temporada de concursos públicos aberta em todo o Brasil, é hora de começar a preparação para as temidas provas dos órgãos federais, estaduais e municipais. Os cursinhos preparatórios aproveitam o período para abrir novas turmas, principalmente voltadas para os concursos de nível nacional e para aqueles em que a concorrência é mais acirrada, como o do TRE (Tribunal Regional Eleitoral), por exemplo.
Em Manaus, os cursinhos preparatórios possuem entre 1.000 e 5.000 alunos matriculados. Alguns já estão estudando há mais de um ano. A faixa etária é bem diversificada e os motivos para concorrer a uma vaga são sempre os mesmos, como a melhoria salarial e a estabilidade. De acordo com o coordenador de cursos do Cepaj (Centro de Excelência, Preparação e Atualização Jurídica), Gabriel Álamo, a demanda pelas aulas tem alcançado bons resultados.
“Todos os cursos estão lotados. Em Manaus, não se tinha tanto o costume de estudar para concursos públicos, entretanto, agora as pessoas estão aderindo cada vez mais a esse caminho rápido para uma estabilidade financeira”, assegurou ele.
Ainda segundo o coordenador, atualmente é comum que os candidatos comecem a fazer as aulas antes mesmo de os editais serem divulgados. “A procura começa com grande número, diga-se de passagem, sem mesmo o edital ter sido publicado. A maioria das turmas já está completa e o nível dos candidatos é sempre muito bom, pois contamos com um corpo de professores totalmente competente, que conhecem a fundo a composição dos exames”, enfatizou o coordenador.
No momento, o Cepaj está com turmas abertas para os concursos do TRE e da Receita Federal, todas com início imediato e para níveis médio e superior. Na avaliação de Álamo, prestar concurso público é fundamental e esperar pela chamada dos classificados também, pois grande parte dos concursos não faz convocação imediata. Alguns levam até quatro anos para chamar os selecionados.
No Padrão Vestibulares, a procura pelas aulas também está impulsionada por conta do concurso do TRE. Cada turma possui mais de cem alunos e a demanda é volumosa durante o ano inteiro. “Trabalhamos com uma turma especial que dura seis meses e é renovada após esse período. As aulas servem tanto para os concursos públicos quanto para os vestibulares, que também sempre registram uma boa procura”, informou uma das coordenadoras, Marleide Gadelha.
Conforme Marleide, na medida em que os editais vão sendo publicados os candidatos já começam a se matricular e as turmas vão sendo preenchidas até mesmo nas vésperas da prova. Para os coordenadores, o ideal é que quem deseja prestar concurso público comece a preparação desde cedo, para garantir um bom resultado nas provas.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email