Cúpula quer traçar caminho sustentável

A reunião de cúpula do G20 (grupo que reúne representantes de países ricos e dos principais emergentes), que acontece quinta-feira e sexta-feira, servirá para as maiores economias mundiais traçarem o caminho para um crescimento equilibrado e sustentável, disse nesta quarta-feira o presidente americano, Barack Obama.
“Isso significa vigilância para garantir que não desistamos antes que nosso povo volte a trabalhar; significa agir para reanimar a demanda, de modo que a recuperação global seja sustentável; e significa estabelecer novas regras e reforçar a regulação dos mercados financeiros’’, afirmou o presidente norte-americano, que discursou na ONU (Organização das Nações Unidos), no dia da abertura da assembleia geral.
“Dessa forma, colocaremos um fim à ambição, aos excessos e abusos que nos levaram ao desastre e, com isso, evitaremos que uma crise dessa volte algum dia a acontecer’’,
O presidente Obama lembrou que, nos EUA, “o motor do crescimento começa a funcionar, mas muitos ainda se esforçam para encontrar emprego ou pagar as contas’’. “No mundo todo, encontramos sinais promissores” de recuperação, afirmou, mas ressaltou que há “pouca certeza sobre o que está por vir’’.
“Muitas pessoas, em muitos lugares, vivem as crises diárias que desafiam a humanidade -o desespero de um estômago vazio, a injustiça de uma criança morrendo de uma doença curável ou de uma mãe que morre no parto’’.

Responsabilidade dos países

Segundo ele, o crescimento global não será sustentável “a menos que todos os países assumam sua responsabilidade’’. “Os países ricos precisam abrir seus mercados para mais produtos e estender a mão àqueles com menos, ao mesmo tempo em que reformam as instituições internacionais para dar a mais países uma voz maior.”
Os países em desenvolvimento, por sua vez, precisam “arrancar pela raiz a corrupção que impede o progresso -pois a oportunidade não pode prosperar onde pessoas são oprimidas e as empresas precisam pagar propina”.
“Nossa meta é simples. uma economia global que seja sustentável e a oportunidade esteja disponível para todos”, afirmou.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email