Crise ganha corpo no PIM

O setor de Duas Rodas, segundo principal segmento do Polo Industrial, tanto em faturamento quanto em geração de emprego, segue em crise. O segmento é responsável por 18,47% do faturamento do Polo Industrial e 16,36% da mão de obra, segundo os indicadores da Suframa (Superintendência da Zona Franca de Manaus). O setor segue em queda livre desde 2011 e já soma uma redução de 25% no faturamento e de 12% de mão de obra no período.
A queda foi de 13,22% se fizermos o comparativo em dólar com o mesmo período do ano passado, com US$ 3,38 bilhões contra US$ 3,89 bilhões em 2012 e 4,44 bilhões em 2011. O valor em reais diminui um pouco a diferença entre os faturamentos, devido à variação cambial da moeda americana e a inflação do período, mas mantêm os resultados negativos. Foram 4,97% de redução, com R$ 6,87 bilhões de faturamento contra R$ 7,23 bilhões em 2012.
O mal desempenho que o setor vem apresentando fez com que os órgãos responsáveis revissem a perspectiva para o ano de 2013. No início do ano as entidades defendiam que o setor apresentaria um crescimento substancial durante ano, expectativa mantida mesmo após o insucesso dos primeiros meses. No entanto, após junho apresentar o pior desempenho desde fevereiro, com o faturamento de US$ 551 milhões e uma redução de 10,5% em relação a maio, as previsões se tornaram mais pessimista.
Além disso, os dados da Fenabrave (Federação Nacional de Distribuidores de Veículos Automotores), referente ao mês de julho, revelam que as condições continuarão desfavoráveis para esse início do segundo semestre. Os dados apresentam uma redução de 3,08% no número de vendas no varejo nacional em relação ao mesmo mês de 2012 e de 10,60% no acumulado dos sete meses do ano.
O presidente da Abraciclo, Marcos Fermaniam, já revelou que a produção e vendas no atacado devem ficar abaixo do apresentado ano passado, mesmo com possíveis melhorias que possam ocorrer ainda em 2013. Marcos destaca que na melhor das hipóteses é possível que o ano encerre o seu desempenho anual no mesmo patamar de 2012.

Nova reunião

A Suframa deve convocar para semana que vem uma nova reunião com os sindicatos e associações envolvidos com o segmento e fabricantes do setor. Na última reunião que ocorreu no dia 20 de junho, no auditório da autarquia, o superintendente adjunto de projetos, Gustavo Igrejas, explicitou a proposta de minuta de Portaria Interministerial que a Suframa redigiu a partir do que foi discutido nas três reuniões anteriores, ocorridas nos meses de dezembro do ano passado e em fevereiro e março deste ano, e as sugestões apresentadas pelos representantes do segmento.
A nova redação dos PPBs visam reverter o quadro de importação de insumos para o segmento, que chegou a 34%, aumentar a produção de ciclomotores no PIM e aumentar a produção local de partes e peças metálicas para motocicletas. A ideia principal, segundo a Suframa, é agregar valor local e simplificar os processos do segmento, trazendo benefícios às empresas do setor, independente do porte delas.
Na ocasião todos os lados mostraram acordo com as propostas, mas pediram um prazo de 60 dias para que o texto fosse revisado a fim de ser levado a consulta pública. Como o prazo se encerra no dia 20 deste mês, a assessoria da Suframa já avisou que a superintendência pretende convocar a reunião na semana que vem, para que o processo seja feito o mais rápido possível, dentro do prazo.

Crise no setor afeta empregos

O mal desempenho do segmento de duas rodas também prejudica a relação de empregos do PIM. Em comparação com o ano passado, o Polo Industrial apresenta uma redução de 1.252 funcionários na média de obra mensal ocupada, excluindo-se mão de obra terceirizada e temporária. São 110.547 em 2013 contra 111.799 em 2012. Se levarmos em conta apenas o setor de Duas Rodas a redução é de 1.627 funcionários. Foram 19.658 em 2012 contra 18.031 neste ano, uma redução de 8,27%.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email