17 de agosto de 2022
Prancheta 2@3x (1)

Crise automobilística afeta produção do PIM

O desaquecimento produtivo enfrentado pelo setor automobilístico nacional afeta a produção de equipamentos e acessórios automobilísticos e de duas rodas do PIM (Polo Industrial de Manaus). É o caso da empresa PST Electronics, detentora da marca Pósitron, que há pelo menos três anos sente os impactos negativos decorrentes da instabilidade do sistema econômico brasileiro. No primeiro bimestre deste ano a multinacional registrou queda de 10% no faturamento, em comparação ao mesmo período de 2015. Apesar do cenário turbulento, a direção da fabricante espera fechar o ano com saldo positivo, igualado aos números do último ano.

De acordo com o diretor industrial da PST Electronics, Alexandre Patucci, a unidade fabril instalada em Manaus sofre uma retração produtiva há três anos. Ele explica que hoje a empresa apresenta uma estrutura 40% menor do que a registrada em 2013. Para o empresário, os efeitos negativos são resultantes dos problemas econômicos que atingem o país e consequentemente o comércio automobilístico e ainda o segmento de duas rodas. “Hoje, a empresa é 40% menor do que era em 2013”, afirmou.

Patucci também informou que da mesma forma que a mídia nacional noticia a redução brusca no índice de licenciamentos de veículos comerciais leves, caminhões e ônibus novos, nos últimos meses, a fabricante, que é uma das principais fabricantes de som automotivo, de soluções tecnológicas em rastreamento e de segurança eletrônica, também sente o ‘efeito dominó’. Nos meses de janeiro e fevereiro de 2016 a empresa registrou queda de 10% nas vendas em relação a igual período de 2015.
A produção mensal da PST Electronics é de 200 mil produtos. “A redução nos licenciamentos afeta diretamente nossa produção. Se há redução nas vendas de carros e motos, a PST sofre porque o nosso negócio está atrelado a essas vendas no Brasil”, afirmou o diretor.

A multinacional compõe o subsetor eletroeletrônico do PIM. Conforme os Indicadores de Desempenho da Suframa, em 2015 o segmento registrou faturamento de R$23,2 bilhões com queda de 18,8% no faturamento em comparação ao mesmo período de 2014, quando o setor contabilizou R$28,5 bilhões.
Segundo o empresário, apesar da redução produtiva, a fabricante mantém o quadro funcional sem a ocorrência de demissões. Ele explica que a empresa busca ajustes como alternativas com o intuito de evitar a ocorrência de desligamentos. “Buscamos ajustar a estrutura da empresa para que seja sempre proporcional à demanda. Temos ainda, iniciativas de otimização de recursos com foco na eliminação de desperdícios”, citou.

A empresa, que atua em um turno, conta com um quadro de pessoal composto por 500 colaboradores, entre funcionários diretos e indiretos. A unidade fabril da PST em Manaus é responsável pela fabricação de alarmes de automóvel e de motocicletas, som automotivo, módulos de vidros elétricos, câmera de ré, sensores de estacionamento, travas elétricas e ainda, alarmes residenciais.

Patucci comenta que a unidade da PST em Manaus é responsável pela maior parte da produtividade da marca Pósitron, ao citar que a empresa conta com sede em Campinas (SP) e uma filial em Buenos Aires, na Argentina. A fabricante chegou ao PIM em 1994 e iniciou as vendas após um ano. “Com a instalação no PIM buscamos aumentar a competitividade em relação ao mercado brasileiro. Fomos os pioneiros na parte de segurança automobilística e a atuação na ZFM (Zona Franca de Manaus) pode nos garantir um ganho na competitividade”.

A unidade instalada no DI (Distrito Industrial) conta com uma área com metragem estimada em 27 mil metros quadrados, dos quais, nove mil metros totalizam a área construída.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email